sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

[RESENHA] Fragmentada (Slated #2) de Teri Terry


Editora: Farol Literário
Páginas: 422
Publicação: 2013


Kyla é uma jovem Reiniciada, ou seja, passou por um procedimento em que suas memórias foram excluídas para que ela tivesse uma segunda chance, uma nova vida. Mas, aparentemente, algo deu errado em sua cirurgia e agora ela está, esporadicamente, tendo visões de seu passado. Visões essas que surgem fragmentadas, à medida que ela vivencia algo que lhe perturbe, que lhe crie dúvidas. E nesse retorno no tempo, Kyla perceberá que sua vida era bem diferente da que vive atualmente. Mais ainda, ela era o completo oposto do que deve ser, de como deve agir perante à sociedade. Alguns fantasmas desse passado ressurgirão em sua vida, mesclando-se com sua situação atual, o que fará com que Kyla se veja dividida, fragmentada em dois pólos.

Fragmentada é a continuação de Reiniciados (cuja resenha você confere aqui). Ele começa exatamente onde o primeiro parou. Não poderei entrar em muitos detalhes da história nessa resenha, porque basicamente todo o desenrolar se baseia em situações que aconteceram no primeiro livro. Neste segundo livro vemos uma Kyla um pouco mais madura por perceber qual é sua real condição. Como toda a história é narrada sob seu ponto de vista, se torna interessantíssimo entrar em sua mente e ter sua visão das coisas. Sua confusão mental e seu psicológico abalado atinge diretamente o leitor. Kyla ficará muito perturbada em descobrir o seu eu anterior e as pressões colocadas pelas pessoas que povoam a sua vida atualmente versus anteriormente farão um enorme peso em seus ombros.

Nesse livro entenderemos porque Kyla é tão importante para o governo, e os motivos de sua recuperação ser tão monitorada e esperada. As consequências do que acontece em Reiniciados são grandes e explicam boa parte do enredo. A "falha" em sua mente renovada se dá por um acontecimento traumático do primeiro livro. Alguém de seu passado ressurge, fazendo com que ela tenha de conviver com uma nova realidade, com uma nova motivação. Kyla partirá então em uma nova jornada na qual serão postas em prática sua coragem, sua força e sua alma guerreira.

A leitura desse livro é extremamente ágil, o li em um dia, e mantém os mesmos níveis de suspense e ação do primeiro. É impossível parar de ler sem ficar querendo saber o que acontecerá em seguida. A narrativa da Teri é muito intensa e a autora trabalha bem o psicológico dos personagens. Acho muito legal como a autora usa os "espirros" (situações colocadas em determinado ponto do livro que terão consequências futuras no desenrolar da história) do enredo. Nada é deixado sem resposta e não existe algo colocado desnecessariamente. 

Recomendo a todos que leram Reiniciados e adoraram e para quem está interessado em ler uma boa distopia.

14 comentários:

  1. Ainda não li Reiniciados, mas estou muito interessada nesse livro. O problema é que estou sem dinheiro e tentando evitar o máximo que posso séries e trilogias. Mas acho que vou acabar me rendendo a essa distopia. Parece ser muito boa para tantas críticas positivas e se a escrita é tão rápida que dá pra ler em um dia, porque ainda estou perdendo tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mallu!

      Corra pra ler Reiniciados, vale muito a pena! Se vc curte distopias, essa é uma boa pedida ;)

      Bjosss

      Excluir
  2. Desde o lançamento de "Reiniciados" que quero ler essa trilogia. Que bom que esse segundo livro não sofreu com a síndrome do segundo volume, e continuou com os mesmos níveis de suspense e ação do primeiro. Isso só faz deixar os fãs ansiosos pelo último volume. Só espero que ela consiga fechar com chave de ouro.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nardonio!

      Tava com medo dele sofrer dessa síndrome, mas ainda bem que não aconteceu.

      Eu estou SUPER ansioso pra terminar essa trilogia rsrs

      Abraços!!

      Excluir
  3. Eu gosto de distopias, morro de vontade de conhecer essa trilogia. Adoro ver o amadurecimento de um personagem ao decorrer dos livros em uma série, é algo gostoso de se ler. Sem falar, claro, que livros que consegue fisgar o leitor e fazê-lo não querer deixar de ler nem um momento pra saber o desfecho da história é algo que sinceramente eu amo. haha Eu preciso ler essa trilogia, o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kamilla!

      Leia Reiniciados, é ótimo ver o desenvolvimento da Kyla de um livro para o outro. Estar na mente dela é bem legal.

      Bjosss

      Excluir
  4. Oi Marcos, eu tenho o volume 1 mas ainda não tive tempo de ler. Estou adorando os livros do gênero distópico.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Também não li Reiniciados (odeio comentar séries por isto), mas estou curiosos com os livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ycaro!

      Leia Reiniciados pq é muito bom!

      Abraços

      Excluir
  6. O livro Reiniciados me chamou a atenção. Achei o enredo interessante. Como não o li ainda, fico sem saber o que falar sobre o segundo livro. Mas parece que a tendência da história é ir melhorando. Isso é bom.
    Abraço!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ygo!

      A tendência é melhorar mesmo, o segundo livro é melhor que o primeiro e tudo indica que a Teri vai fechar a trilogia muito bem. É aguardar agora!

      Abraços!!

      Excluir
  7. Oi, Marcos!
    Eu li Reiniciados e gostei muito! Incrível a história e a narrativa da Teri. Não li a parte do meio da sua resenha, só o começo e o final e já fiquei super ansiosa para continuar acompanhando a nova jornada da Kyla. Tomara que não demorem a lançar o terceiro livro!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rose!

      A narrativa da Teri é deliciosa mesmo. Acho que o terceiro livro deve sair ainda esse ano no Brasil...

      Bjosss

      Excluir