sábado, 5 de julho de 2014

[RESENHA] A Menina que Não Sabia Ler de John Harding

Editora: Leya
Páginas: 288
Publicação: 2010

Em 1981, na Inglaterra, Florence vive em uma grande mansão afastada da cidade grande, com seu tio e tutor, com seu irmão mais novo e com os empregados da casa. Ela é criada de modo a não ter contato com o exterior da mansão, sabendo muito pouco sobre sua origem, sobre o que aconteceu a seus pais e sobre a cidade onde vive. Seu tio também a esconde e a protege bastante, de modo que ela não consegue fazer amigos e brincar com eles, o que seria normal para uma garota de sua idade. Em virtude disso, ela passa os dias correndo pelos corredores da casa e criando histórias dentro de sua cabeça. Até que um dia ela, ao entrar num cômodo para se esconder, descobre uma grandiosa biblioteca, até então desconhecida. Com isso, ela começa a aproveitar os livros e devorá-los para passar o tempo. Porém, ela faz isso escondida, pois seu tio não quer que ela saiba ler.

A mansão onde vive é cercada de mistérios. Há muito sobre os moradores anteriores a eles que não se sabe ao certo. Para se isolar do mundo e poder ler seus livros em paz, Florence se recolhe a uma das torres do casarão, de onde pode observar quem entra e quem sai. Com o passar do tempo, uma nova tutora, Srta. Taylor, surge na casa, para cuidar dela e de seu irmão. Na mesma época, Florence passa a sonhar com uma mulher que ameaça de morte o seu irmão Giles, o que a deixa preocupada. Mas que mistérios rondam essa propriedade? O que há no passado de Florence e Giles que tanto lhes é escondido? O que esconde a Srta. Taylor? E em que medida imaginação e realidade se fundem?

Esse livro traz uma narrativa em primeira de pessoa de uma garota que busca na imaginação a fuga de sua realidade, ainda que esse escape seja proibido. Tem elementos de fantasia e suspense. A história trilha pelo caminho de fuga da heroína em busca de respostas para suas perguntas e usa de sua mente para trabalhar o enredo. A narrativa é ágil, mas ainda assim não é pautada em diálogos e sim em descrições e parágrafos longos. Há bastante ação na história, o que torna o ritmo de leitura bastante acelerado.

Confesso que tinha altas expectativas na leitura desse livro pelo título e pelo o que a sinopse prometia. Porém, a leitura foi bastante decepcionante. O autor guiou a história de modo que descaracterizou todo a ideia inicial do livro. O início é muito bom, os primeiros capítulos prendem bastante o leitor, mas o desenrolar da história se perde. A tradução do título no Brasil também foi um ponto negativo. No original, Florence and Giles, tem-se os nomes dos protagonistas. Aqui, a capa e o título passam uma ideia completamente diferente do que a história propõe. 

De maneira geral, o livro não me agradou, porém indico para quem tiver interesse na história e que goste de livros de fantasia e suspense.

11 comentários:

  1. Que chato, que o livro não te agradou muito.
    Tenho uma vontade de ler, mas algumas pessoas que eu conheço e que já leram se queixaram não só da leitura ser lenta demais, mas do mesmo ter um final incompleto, por esses dias vi que tem o Vol.2, talvez seja por isso. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acho muito ruim quando um livro nos decepciona. Sempre tive curiosidade em ler esse livro, mas ainda não tive a oportunidade.

    ResponderExcluir
  3. Que chato, que te decepcionou! Eu estava todo empolgado para ler esse livro, mas agora vou com mais calma! kk
    http://livrosebrigadeiro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Que chato, que te decepcionou! Eu estava todo empolgado para ler esse livro, mas agora vou com mais calma! kk
    http://livrosebrigadeiro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Que pena Marcos, e falam tão bem do livro. Mas acontece né? Eu não o li ainda, mas confesso que não estou tão ansiosa por esta leitura.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Armaria, nada a ver a tradução do título então. Devem ter colocado esse título pra entrar na onde dos "meninos e meninas" que fazem alguma coisa ou vestem algum pijama qq

    Muito ruim quando o autor começar bem, mas se perde na narrativa. Eu tinha interesse de ler esse livro. Mas ele foi sumindo quando eu descobri que tinha continuação e que você e Ananda não gostaram hahaha.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho muita vontade de ler esse livro, mas eu sempre passo outros (muitos, rs) na frente. Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Marcos.
    Li o livro e também não gostei da história.
    Não entendi porque a editora trocou o título do livro. As primeiras coisas que me atraíram foram o título e a capa e no final não foi nada do que pensei. =(
    Vi que saiu o A menina que não sabia ler 2, mas não tenho a mínima vontade de ler a continuação.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, adorei a resenha, confesso que nunca senti muito interesse de ler esse livro, e devo admitir que ainda não me sinto empolgada em ler ele, mas pelo visto o livro é bom, e quem sabe eu acabe dando uma chance a ele.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Eu não curto essa capa sei lá, faz o livro parecer do gênero drama sabe, eu vou ler, por pura curiosidade.

    ResponderExcluir
  11. Olá Marcos....Bah desculpe o sumiço!! Mas este mês as coisas estão super corridas,e acabei ficando bem ausente por aqui, mas assim que possível irei atualizar meus comentários nas postagens!! Tenho este livro na estante a muito tempo e nunca me animei em realizar a leitura dele,mas sempre leio resenhas negativas ( como a sua) em relação ao livro...Mas quem sabe um dia?

    ResponderExcluir