quinta-feira, 14 de agosto de 2014

[MINI-RESENHA] a cor do leite de Nell Leyshon

Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 205
Publicação: 2014

Mary é uma garota de 15 anos que vive em uma fazenda com seus pais e suas três irmãs. O ano é 1831 e ela resolve contar a sua história com um propósito: algo lhe aconteceu e ela quer deixar isso registrado para que outras pessoas leiam. Ela tem o cabelo da cor do leite, sua pele também é branca e nasceu com uma deficiência na perna direita. Vivendo com seus pais e suas três irmãs, seu trabalho é duro, levando-a a apanhar de seu severo pai várias vezes se não cumprir com suas obrigações. No verão, seu pai a leva para viver na casa do presbítero da cidade, para auxiliá-lo a cuidar de sua esposa, que sofre de uma grave doença. No início ela não gostará do ambiente, ficando o tempo todo com vontade de voltar para casa, para perto do seu avô, mas logo ela se adapta a sua nova vida, aprendendo a ler e escrever. Até que uma reviravolta ocorre e ela sentirá a necessidade de registrar, com urgência, a sua história.

O livro se passa ao longo de um ano e a narrativa é divida pelas estações, começando pela primavera e terminando no inverno. No início, demorei um pouco para me adaptar à forma de escrita que a protagonista tem, uma vez que ela está ainda começando a aprender a escrever com fluência. Porém, depois de umas duas ou três páginas, me acostumei e a leitura fluiu. Outra coisa que demorou para acontecer foi criar empatia pela protagonista. No início não conseguia formar nenhum tipo de ligação com ela, e isso durou uma boa parte da história.

No mais, a história é interessante e evolui ao longo das páginas. Por mais que existam alguns clichês e certa previsibilidade em algumas cenas, acredito que esse foi um livro desafiador para ser escrito, por se tratar de uma nova forma de narrativa, fora do usual.

Recomendo a todos que tenham interesse em dramas e livros com história de vida.

21 comentários:

  1. Já ouvi falar desse livro, mas não tenho interesse em lê-lo. Não gosto nem um pouco de dramas. E o livro não parece ser tão bom assim. Então esse eu passo =/
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pamela!

      É, esse livro tem o drama bem forte mesmo... Melhor vc evitar! rs

      Bjosss

      Excluir
  2. Adorei a Mini Resenha.... Curioso aqui..rsrs

    ResponderExcluir
  3. Olá Marcos.

    Gostei da premissa e até mesmo dessa forma de etapas durante a história pelas estações do ano. Mesmo que tenha despertado tanto curiosidade, parece ser um livro interessante de se ler um dia.

    Abraço5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, L!

      Realmente, dá pra ler esse livro em um dia, de uma vez até. Tbm amei a divisão pelas estações, explica bastante da história.

      Abraços!

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Eu li esse livro no começo desse mês e gostei do livro. No começo do livro a Mary me irritou um pouco, e também demorei um pouco para aceitar a personagem. Também achei que teve alguns clichês, mas mesmo assim gostei do livro e gostei do final :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!

      Demorei pra me conectar com a Mary, a mente dela não era muito acessível. Acho que pode ter sido por conta de sua dificuldade na escrita, não sei...

      Bjosss

      Excluir
  6. Oi Marcos.
    Não fiquei com vontade de ler esse livro. Parece um pouco difícil sentir empatia e carisma pela protagonista e isso sempre dificulta a leitura =( Além disso, estou procurando livros com um vibe mais light, li muitos dramas nesses últimos meses e preciso ler algo mais feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pamela!

      Se vc quer algo mais leve, passe longe do livro rs Ele tem um carga dramática forte mesmo.

      Bjosss

      Excluir
  7. Oieee
    A julgar apenas pela capa e pelo título eu não me interessaria pelo livro mas depois da sua resenha até que peguei um pouco de afeição a ele.Gosto de experimentar novas formas de narrativas e essa da autora deve cumprir isso muito bem.E espero conseguir me identificar com Mary,pois se isso não acontecer sei que não levo a leitura muito adiante.
    beijos☺

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Letícia!

      A Nell tem uma narrativa bem peculiar mesmo, acho que vc iria gostar do livro.

      Bjosss

      Excluir
  8. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas ele parece ser bom, eu gostei da resenha a historia do livro parece ser muito boa, irei pesquisar mais sobre o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila!

      Que bom que lhe interessou.

      Bjosss

      Excluir
  9. Apesar de parecer ter um enredo interessante, não foi um livro que me atraiu.
    Bs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Achei que faltou algo a mais, algo que me fizesse ficar desesperada pelo livro, porém eu não descarto a ideia de lê-lo até o fim do ano.

    ResponderExcluir
  11. Bem interessante o livro, mas a história não me atraiu. Talvez eu venha a lê-lo, mas não tão logo.
    Beijos!

    ResponderExcluir