quinta-feira, 26 de março de 2015

[RESENHA] O Sétimo Filho de Joseph Delaney (As Aventuras do Caça-Feitiço #1 e #2)

Olá, leitores!

O Sétimo Filho é uma edição especial lançada em virtude da estreia do filme homônimo baseado nos dois primeiros livros da série As Aventuras do Caça-Feitiço: O Aprendiz e A Maldição. Em virtude disso, a resenha tratará dos dois livros, a princípio separadamente e posteriormente fazendo um breve panorama geral de ambas as histórias. Podem ficar tranquilos que não coloquei spoilers de nenhuma das duas histórias. ;)




Editora: Bertrand Brasil 
Páginas: 508
Publicação: 2015


Thomas Ward é o sétimo filho de um sétimo filho. Por isso, sua mãe, que tem misteriosos poderes, resolve selar o seu destino assim que nasce, fazendo com que ele seja um presente para a comunidade onde vive. Desde pequeno Tom criou-se na fazenda de seus pais, lidando com os serviços braçais da mesma. Estamos em uma terra mágica, dotada de muitas lendas e de uma mitologia própria. Ao completar 13 anos, Ward deixa a sua família para viver com o Caça-Feitiço, um homem frio e distante que treina vários jovens para atuarem como seu futuro substituto. Porém, vários deles acabam fracassando nessa missão. 

Tom, como também é chamado, passará a estudar sobre ogros, fadas, bruxas e maldições. No meio de seu aprendizado,, porém, ele cairá numa armadilha de sua própria ingenuidade. Ao retornar da cidade com uma encomenda para o Caça-Feitiço, um grupo de garotos começam a importunar-lhe. Uma jovem, Alice, promete mandá-los embora, desde que Tom lhe faça um favor. Ele acaba aceitando e, posteriormente, tem de libertar a Mãe Malkin, uma bruxa presa há anos em uma cova no alto de um monte. A partir daí começa a jornada de Tom em busca de corrigir o seu erro e de amadurecer em seu novo ofício.

Em A Maldição, temos uma nova situação para Thomas. O irmão do Caça-Feitiço, o sr. Gregory, está muito doente e ambos vão a sua ajuda em um condado distante. Porém, lá eles se depararão com uma nova situação para ser solucionada: um criatura diabólica chamada de Flagelo se esconde nas catacumbas subterrâneas da catedral da cidade. Este ser vem apavorando as pessoas e cometendo muitas maldades. Quem vai ao seu encontro não retorna vivo para contar a história. Além disso, personagens do passado retomam em uma nova situação que envolverá os protagonistas. Conseguirá Thomas resolver mais esses problemas?

O Aprendiz e A Maldição são os dois primeiros livros da série O Aprendiz de Caça-Feitiço que já tem 11 livros publicados lá fora, sendo 8 deles no Brasil. A história é uma fantasia infanto-juvenil recheada de aventura, magia e mistério. Essa edição  traz os dois livros em um único tomo, tendo como capa o cartaz do filme nomeado de O Sétimo Filho, lançado agora há pouco nos cinemas.

A narrativa de Delaney me surpreendeu positivamente. O autor consegue trazer uma jovialidade a uma história épica, comum por tratar de temas adultos e mais complexos. Isso tudo, sem tender para os clichês ou para a linguagem infantil, comum nesse segmento de gênero. 

No primeiro livro, temos a introdução a todo o universo em que se passa a história e de cara a primeira missão do aprendiz Ward. Todos esses fatos colocaram agilidade à história e faz com que o livro seja rápido de ler. Já no segundo temos uma nova aventura se passando com os mesmos personagens principais do primeiro livro. Achei, nesse aspecto, a narrativa um pouco lenta no início, com descrições um pouco longas e falta de diálogo. Porém, quando a história engrena, toda a ação que existe e O Aprendiz ressurge e faz o leitor ficar preso à história até o final.

O universo mítico criado pelo autor não é novo e bebe de fontes já conhecidas, como Tolkien e T. H. White, porém ele soube dar uma nova roupagem e adaptar tais histórias para o seu público-alvo. 

Gostei muito das duas histórias e pretendo continuar com a série lendo a continuação, O Segredo. Adorei essa edição reunindo os dois livros, achei prático. O fato de ser com a capa do filme não me incomoda, nunca tive aversão a esse formato. Gostei também do livro não ter orelhas na capa e na quarta-capa, o que fez com que ele lembrasse um paperback. As ilustrações no começo de cada capítulo também ficaram muito legais.

Recomendo a todos que gosta de fantasia infanto-juvenil e que queiram saborear uma boa obra desse gênero.

                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário