terça-feira, 12 de maio de 2015

[RESENHA] Apenas Um Ano (Apenas Um Dia #2) de Gayle Forman



Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Publicação: 2015

Resenha de Apenas Um Dia (Apenas Um Dia #1)

Allyson e Willem se conheceram aleatoriamente, durante uma peça de Shakespeare que ele encenava. Logo despertaram um sentimento mútuo e viveram, em 24 horas, o que muitos não conseguem viver em anos de romance. Mas tudo uma hora despencou. E agora Willem acordou do nada em um lugar desconhecido, sem saber como foi parar ali, com a única certeza de que deveria encontrar a garota por quem passou na noite anterior.

Se de um lado Allyson demonstrou procurar incessantemente por Willem ao longo de Paris e de arredores, buscando informações suas e indo a conhecidos que tinham pistas de onde ele poderia ter ido, por outro lado, Willem está numa situação que lhe coloca em risco. Um ano se passou depois do fatídico dia que mudou a sua vida e ele não teve mais informações dela, mesmo buscando a todo tempo. Ao longo desse tempo, sua vida passou por vários momentos. Alguns fantasmas do passado ressurgiram e algumas pendências se resolveram, com um grande custo. Agora, quando se sente pronto para recomeçar, algo inesperado ocorre e faz tudo se modificar novamente.

Apenas Um Ano é a continuação de Apenas Um Dia e conta a história, dessa vez, pelo ponto de vista de Willen, ao contrário do primeiro livro em que vimos tudo sob a visão de Allyson. O período de tempo desse também é maior, como os próprios títulos já informam. Não pude me aprofundar tanto na sinopse desse, para não dar spoiler do livro anterior. A história não se encerrou em definitivo nesse, tendo ainda um terceiro livro, uma espécie de conto estendido, que fecha a "trilogia" e dá o desfecho para o casal da trama.

Confesso que esse livro não me prendeu tanto quanto o anterior. Enquanto que os outros livros da autora foram todos devorados por mim, não conseguia largá-los antes de chegar ao final, esse fez com que a leitura se tornasse um pouco arrastada. Achei a história do Willem desinteressante e, mesmo que ele precisasse de algumas resoluções para seguir adiante, isso poderia ter sido feito de forma mais enxuta, direta, sem arcos tão longos para plots tão simples. Eu estava muito mais conectado ao casal e ao romance em si e essa parte quase não é abordada nesse tomo.

Quanto ao desfecho, eu já estava preparado para o que aconteceu. A proposta dessa continuação não era de avançar na história do primeiro livro, mas sim de contar tudo o que aconteceu a Willem durante o período em que ele esteve fora de cena e demonstrar o seu ponto de vista, elucidando se ele sentia ou não o mesmo que Allyson tinha por ele. Logo o final me agradou, mas fiquei com muita vontade de ler o conto final e finalmente fechar essa história.

Recomendo a todos que gostaram do primeiro livro, mas aconselho a não irem com grandes expectativas para a leitura.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário