domingo, 3 de maio de 2015

[RESENHA] Mar de rosas (Quarteto de noivas #2) de Nora Roberts



Editora: Arqueiro 
Páginas: 288
Publicação: 2014

Resenha de "Álbum de casamento" (Quarteto de noivas #1)


Este é o segundo volume da série “Quarteto de noivas”, da autora Nora Roberts. A série gira em torno de quatro amigas que desde pequenas brincavam que vestiam de noivas, organizavam o altar, preocupavam-se com as fotos e o mais importante, o vestido de noiva. Essa brincadeira criou raiz e transformou em uma profissão para Mac, a fotógrafa; Parker, organizadora; Emma, florista e Laurel, a confeiteira. Além da empresa “Votos”, seus corações também sonham em ter alguém para realizar o que fazem quase todo final de semana para várias noivas e noivos, o tão sonhado casamento. Neste volume a história é focada em Emma.
            
Emma tem em sua casa um espelho perfeito de uma história de amor, a dos seus pais. Ela cresceu alimentando ter um relacionamento sólido e um futuro incluindo filhos, sua casa e lógico, um marido perdidamente apaixonado por ela. Jack por outro lado, tem uma versão contrária do amor. Seus pais quando pequeno divorciaram e nunca mais conseguiu superar isso. Ele não quer compromissos, apenas ter uma companhia para satisfazê-lo e nada mais. Só que o destino unirá os dois mesmo que já sejam amigos, o que já sentiam antes de forma incubada, poderá ser a chance de expor e juntos expor esse sentimento como uma pequena semente germinando.
            
O primeiro livro para mim foi algo bem morno, nada surpreendente. A série em si já se mostra algo bem clichê, o clima bem sessão da tarde. Com este segundo volume seguiu essa linha, mas ele foi bem melhor que a história de Mac. Emma, apesar de ser romântica e daria aquela personagem melosa e irritante, se mostrou em alguém independente e forte. Ela não totalmente romântica, ao meu parecer, pois ela tem relacionamento com homens sem nenhum tipo de compromisso. Jack também não se mostrou alguém que não quer compromissos, poderia até dado insinuações quanto a isso, mas nenhuma atitude ou repulsa quanto a não ter nenhum sentimento mais concreto.

"Sabia exatamente que tipo de amor queria, um amor que se infiltra nos ossos, se enraíza no coração e floresce no corpo. Queria um amor que durasse para sempre."
            
No primeiro volume, Nora já tinha me fascinado com algo e nesse segundo continuou da mesma forma. A pesquisa minuciosa das profissões foi algo que ganhou muito crédito comigo, a exposição das técnicas e práticas das personagens que é florista nos deu uma visão real, fazendo assim conseguindo fazer mergulhar na narrativa de forma natural. Os detalhes confesso me fizeram cansar um pouco, mas retomava em instantes.
            
A história é bem leve, em que alguns momentos de clímax instigava e fazia continuar a história para saber o que ia acontecer em determinada cena, como o personagem reagiria e o que faria. Os conflitos são previsíveis, mas não os tornam ruins.
            
Recomendo esse livro e a série para os fãs de romance, mas não vão com muita sede ao pote. Pensem que você irá começar assistir algum filme da sessão da tarde. Nora nos convida a entrar nos bastidores de como um casamento é organizado e o que é preciso para tornar o dia em um verdadeiro sonho de contos de fadas. Nesse livro também outros personagens são explorados, já dando ganchos para os livros posteriores.

            
O próximo livro leva o título de “Bem-casados” e constará a história de Laurel. Ela é minha personagem preferida por não ter papas na língua e pela sua espontaneidade. 
                                                                     

Onde comprar?

Um comentário:

  1. Não sei exatamente a razão, mas não me animei com essa série, até gosto de Nora Roberts, mas não sou muito fã dela. De qualquer forma, gostei do seu post, quem sabe um dia eu leio o livro para ver se minha opinião será igual à sua ^^
    Beijos

    http://www.gkastmaker.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir