quarta-feira, 27 de maio de 2015

[RESENHA] Pines (Pines #1) de Blake Crouch



Editora: Planeta
Páginas: 342
Publicação: 2015

Ethan Burke acaba de acordar em no meio de uma clareira, todo ensaguentado e com alguns ferimentos pelo corpo. Sem saber onde está e como foi parar ali, ele começa a vagar pelas ruas de Wayward Pines, cidade do interior dos Estados Unidos, em busca de esclarecer a sua mente completamente bloqueada. Mas, ao entrar em um bar do local, ele acaba desmaiando e sendo levado ao hospital da cidade. Lá ele começa a se lembrar de algumas coisas: seu nome é Ethan, ele é agente secreto da CIA e foi até Pines para tentar elucidar o desaparecimento de dois de seus companheiros de trabalho que não mais deram pistas de suas existências.

Porém, há algo em Wayward Pines que Ethan não consegue entender. É como se a cidade escondesse um mistério ou que algo não estivesse 100% certo com tudo aquilo. É quando começa a conversar com alguns moradores do local que as peças do quebra-cabeça começam a surgir. Nem tudo é o que parece nessa cidade misteriosa. Conseguirá Ethan desvendar o seus segredos?

Pines é o primeiro livro de uma trilogia que envolve suspense e ficção científica. O livro traz muitas cenas de ação, o que faz com que a leitura seja ágil e, ao mesmo tempo, prenda o leitor até a última página. Pines é o tipo de livro que vai fazer com que o leitor não desgrude até chegar ao final, e ainda vai fazê-lo querer ainda mais.

A estrutura narrativa usada por Crouch casou perfeitamente com a proposta do livro. O foco nos diálogos e as poucas descrições fazem com que o leitor fique o tempo todo tentando imaginar o que está por trás de cada cena ou quais as motivações de cada personagem. Esse recurso foi muito bem abordado e ajuda a criar a aura de suspense que existe no livro, do início ao fim.

Por falar em final, gostei muito da reviravolta que ocorre no clímax da história e da revelação do segredo que há em Wayward Pines. Há aí um bom embasamento para os próximos livros e a criação de novas perguntas sem respostas que instigam ainda mais o leitor. Também gostei bastante da ausência de plots coadjuvantes, focando apenas no desenrolar da história de Ethan em seu tempo presentes e em breves flashbacks ao passado diluídos ao longo da narrativa.

A história dos três livros foi adaptada para a TV em uma série de 10 capítulos dirigida pelo mestre do suspense e do plot twist, M. Night Shyamalan. Já assisti ao primeiro episódio e gostei bastante. O texto está muito fiel ao original e o roteiro consegue manter a aura de suspense existente.

Recomendadíssimo para quem gosta do gênero e de livros com grandes reviravoltas na história.

                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário