quarta-feira, 29 de julho de 2015

[RESENHA] No Limite do Perigo (Pushing The Limits #3) de Katie McGarry



Editora: Verus
Páginas: 420
Publicação: 2015

Resenha de No Limite da Ousadia (Pushing The Limits #2)


Rachel Young é a típica garota americana que se esforça ao máximo para conseguir agradar aos pais e ir para uma universidade de elite. Porém, quando está longe da imagem de boa moça, ela revela seu verdadeiro hobby: apostar corridas de carro de madrugada ilegalmente. Numa dessas saídas ela acaba conhecendo Isaiah Walker,um cara super tatuado, com pinta de bad boy e com todo o jeito de que a levará para o mau caminho. Porém, Rachel gosta de correr riscos e começa a se envolver com esse jovem enigmático.

Isaiah, por sua vez, é o extremo oposto de Young. Ele é órfão, foi criado junto a irmãos de criação e acha que Rachel nada mais é que uma patricinha mimada em busca de perigo. Mas, no fundo, ela demonstra ter algo que o hipnotiza. Até que, numa dessas corridas de carro, a jovem se envolve em uma armadilha e tem de pagar uma enorme quantia em dinheiro para conseguir sair dela. Em seis semanas, Isaiah e Rachel tendo e encontrar uma saída para o problema e, ao mesmo tempo, acabam se aproximando ainda mais.

No Limite do Perigo é o terceiro livro da série Pushing The Limits. Nele a autora continuou usando o estilo de narrativa que lhe é característico: a alternância de pontos de vista entre os protagonistas, complementando-se. Esse recurso faz com que a história consiga ser contada de forma completa, sem ficar tendenciosa. ou unilateral.

No entanto, enquanto o segundo livro dessa série foi sensacional, a leitura desse foi um tanto morosa. O casal de protagonistas não me convenceu e os plots criados ao redor dele não foram muito bons. O casal não tinha uma boa química entre si e a resolução de alguns conflitos que envolviam os mesmos era muito fácil, sem boas tramas e desfechos.

Os protagonistas dos livros anteriores aparecem brevemente como coadjuvantes nesse. Gosto desse universo que a autora criou e a maneira como ela aborda cada casal de protagonistas entre si. No mais, esse é um bom exemplar do gênero new adult. A narrativa de McGarry é leve, ágil e faz com que o leitor consiga ler por muito tempo ininterruptamente.

Recomendo a quem gostou dos dois primeiros livros, mas salientando as ressalvas que fiz para esse. Sem dúvidas continuarei com a leitura dos demais volumes da série.

                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário