sábado, 26 de setembro de 2015

[RESENHA] O Homem que Vivia com Lobos de Shaun Ellis



Editora: Record
Páginas: 294
Publicação: 2015

Shaun Ellis é um naturalista inglês que tem uma história de vida bastante peculiar. Desde pequeno ele sempre gostou de animais. Criado em uma fazenda em Norfolk,, interior do país, ele cresceu rodeado de cavalos, vacas e, sobretudo, de cachorros. Como era muito sozinho, passou a desenvolver uma espécie de conexão com os bichos, numa forma de aproximá-los de si, como numa conexão. Ele entendia-os, conseguia se comunicar com eles de alguma forma e, bastava se olharem, que ambos, tanto os cachorros quando Ellis, sabiam o que um e outro estavam sentindo e o que queriam dizer naquela hora.

À medida que começou a crescer, Ellis foi se tornando cada vez mais apaixonado pelos bichos e suas diferentes formas de vida. Foi quando um dia, quando estava doente e acamado, um lobo apareceu em sua janela e o encarou. A partir daquele momento, sua curiosidade voltou-se para esse grupo de mamíferos. Como morava perto das florestas daquela região, ele via os animais de vez em quando, nas margens da mata. Mas, mesmo com too esse amor, Shaun decidiu seguir carreira militar e serviu às Forças Armadas britânicas, se especializando em sobrevivência na selva. Foi numa excursão a uma tribo de índios Nez Percé, em Idaho, que sua vida retomou o seu lado selvagem.

Lá ele, durante uma caminhada noturna sozinho, ele se deparou com um lobo, aparentemente o chefe de uma matilha. Ele, o lobo, se aproximou, o cheirou e começou a ter um comportamento pouco usual para um animal selvagem. Posteriormente, Shaun voltou ao mesmo local todas as noites, passando por diversas etapas de reconhecimento pelo bando e percebendo que, na verdade, estava sendo tratado como um deles. Sua vida nunca mais seria a mesma depois disso.

"O Homem que Vivia com Lobos" é a sua autobiografia. Nela, Shaun contará, além de todo o processo que foi passar quase dois anos vivendo como um lobo, em uma matilha no meio da floresta, como foi a sua evolução enquanto naturalista e protetor da vida selvagem. 

Para quem não sabe, eu sou Biólogo e sempre gostei bastante de estudar etologia, o ramo da ciência que estuda o comportamento animal. Desde a época de faculdade conhecia a história do autor, embora nunca tenha lido nada sobre ele, nem visto os seus documentários. Assim que soube de sua autobiografia, fiz questão de lê-la. Acredito que esse seja um livro para quem gosta do assunto. Ele é muito específico em diversos momentos e, caso você não se interesse muito por vida selvagem, o fechará na segunda página.

No mais, indico demais a leitura. Sempre adorei autobiografias, o formato é excelente, e, nesse caso, aliado a um assunto que adoro foi um prato cheio. 
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário