terça-feira, 8 de setembro de 2015

[RESENHA] Uma Pitada de Amor de Katie Fforde



 

Editora:  Grupo Editorial Record
Páginas: 400
Publicação:  2015
      
Zoe está prestes a entrar em uma competição culinária. Seu sonho de ter sua própria delicatéssen é como gasolina para impulsionar sua força de vontade para vencer o programa. No entanto, ela não esperava que iria se apaixonar por um dos jurados. Além de saber lidar com esse sentimento avassalador, terá que aguentar uma adversária osso duro de doer e astuta quando o quesito é sobressair e conquistar o que quer. Com um relacionamento Zoe poderá colocar em risco seu sonho, mas será que vale a pena?
Logo quando vi a capa desse livro me apaixonei. Uma arte tão delicada e que expressão realmente o que é o livro, ou seja, já me ganhou pela capa. Depois o que me interessou a ler foi esse auge de reality shows culinário. Outro motivo, mas esse é o que sempre prevalece é por eu gostar desse gênero chick-lit. Juntando isso tudo, gerou uma expectativa grande, mas infelizmente ela não foi totalmente alcançada.
Zoe é uma menina prestativa, gentil, inteligente e realmente entende sobre cozinha. Porém, ela é muito omissa! Há momentos que só alguém colocar ela no chinelo e o limpa-lo antes. Ela me irritou em momentos que deveria tomar uma atitude, mas permitiu que agissem de maneira má com ela.
A obra é narrada em terceira pessoa, dando a oportunidade de explorar as cenas e personagens, mas o foco ficou sempre na protagonista. O desenvolvimento da história foi bem variado, pois o começo me prendeu, mas logo depois o ritmo ficou devagar. Os personagens foram bem construídos, trazendo a realidade desse  tipo de reality shows como o competidor prepotente, a bonita, a planta, a esforçada, etc.
Os conflitos me prenderam bastante por realmente trazer o que vemos nessas competições culinárias, por exemplo, um competidor sabotando o outro. O romance criado pela autora foi bem fofo, mas não tão desenvolvido.
Um chick-lit bem humorado e com uma escrita detalhada para esse meio culinário, a autora conseguiu terminar a história de modo satisfatório. Ingredientes que faltaram ou foi colocado de maneira exagerada, não atrapalhou a leitura que foi agradável. O prato final – o livro lido – foi bem apresentado, com bons ingredientes, mas que poderia ser mais trabalhado no romance e no desenvolvimento em si da obra.
Onde comprar?


Um comentário:

  1. Oi, Luke!
    Assim que vi a capa desse livro tive a mesma reação que você. Sou apaixonada por chick-lits, amo um clichê, mas como a gente vive falando: tem que ser bem desenvolvido.
    Que pena que esse não te agradou totalmente, vou deixá-lo um tempo na minha lista de espera, pois empacar em leitura não tá rolando.

    Beijos!

    ResponderExcluir