segunda-feira, 5 de outubro de 2015

[RESENHA] Procurando o amor nos lugares errados (Amor em L.A) de Audrey Harte



Editora: Charme
Páginas: 208
Publicação: 2015


Annie Chang está há um bom tempo numa maré de azar em sua vida sentimental. A cada passo a decepção logo bate na porta do seu coração para devasta-la e desmotiva-la. Um belo dia, seguindo o exemplo de uma amiga que conheceu seu namorado em um site de relacionamentos online, faz sua inscrição e mergulha em um mundo nunca antes visto. Rolando a tela com vários perfis, descrições, sua curiosidade aguça e começa a se soltar e conhecer alguns dos rapazes ali.
            
E-mails calientes e um coração sensível faz com que encontros passam a ser esperados por Annie. O desejo de conhecer o homem de sua vida e finalmente ser feliz é primordial em sua vida. No entanto, o caminho para encontrar o príncipe da sua vida, poderá aparecer durante o percurso alguns sapos, esses sapos poderão trazer alguns momentos tristes, mas a vida mostrará para Annie que o amor pode aparecer no momento em que menos se espera.
            
Comecei a ler esse livro despretensiosamente. Sem nenhuma expectativa, apenas aberto do que a autora poderia me proporcionar em um romance envolvendo redes sociais, salas de bate-papo e e-mails picantes. E não é que ela me prendeu e fez com que a leitura fosse agradável e divertida?
            
Annie é uma mulher independente, porém é uma romântica de carteirinha. Como uma romântica, ela é impulsiva e se apaixona na velocidade da luz, o que é fato que seu coração já se quebrou várias vezes. Mas como ela é brasileira... Não, ela não é brasileira, mas ela não desiste nunca. Mergulhou-se no mundo virtual, e não é que ela encontrou algumas pessoas interessantes? Isso será o início de uma lição que ela não se esquecerá nunca.
            
Uma narrativa em terceira pessoa conseguiu me prender e fazer com que a leitura fluísse naturalmente. Uma premissa moderna, com aparatos como diálogos por e-mail, fez com que tornasse algo envolvente. Apesar de a personagem ser do estilo que não gosto muito, ela me convenceu mesmo assim e conseguiu me prender e torcer a cada momento. Um encontro? Que seja esse seu príncipe encantado.
            
A construção dos personagens foi bem executada, os conflitos não tão sérios, mas uma atitude de Annie me fez entrar no livro e sacudir seus ombros e falar: “Annie, nunca mais faça isso! Nunca”.
            
Um livro que recomendo para os fãs de romance. O que me agradou também foi o equilíbrio entre o sensual e o água com açúcar, um casamento ideal para a narrativa. A química entre os protagonistas também foi positiva. Uma obra que consegue prender o leitor desde o começo até o fim, para saber o que vai acontecer nos encontros de Annie. Esse é o primeiro livro de uma série chamada “Amor em L.A”, com certeza vou ler o próximo. 


                                                                     

Onde comprar?

Um comentário:

  1. Oi Luke, não conhecia. É complicado acharmos um livro com este equilíbrio.Vou anotar a dica, obrigada!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir