sábado, 28 de novembro de 2015

[RESENHA] Academia Jedi (Academia Jedi #1) de Jeffrey Brown



Editora: Aleph
Páginas: 176
Publicação: 2015

Roan Novachez acaba de finalizar seus estudos na escola primária. Ele agora está na fase de enviar suas inscrições às academias para avançar nos seus estudos. Seu maior sonho é estudar na Academia de Pilotos, onde seu irmão estuda e seu pai estudou. Controlar naves espaciais é o maior sonho de sua vida. Porém, ao receber o envelope contendo a resposta, seus sonhos são completamente despedaçados. Além de ter sido negado, ele recebe um convite a participar de outra academia, uma da qual ele pouco ouve falar, chamada Academia Jedi.

Sem ter muitas opções, ele acaba aceitando o convite do Mestre Yoda, um sujeito do qual nunca ouviu falar. Seu propósito é passar o primeiro semestre por lá e depois tentar uma transferência para a dos pilotos. Mas, quando começa a estudar e conhecer novas pessoas, ele percebe que está gostando daquele local. Nele ele encarará novos desafios, como saber usar a força, criar e manusear um sabre de luz e, sobretudo, como chamar uma garota para sair.



Academia Jedi é o primeiro livro da série homônima que já tem três livros publicados lá fora. Nele o autor revisita o universo de Star Wars para contar mais uma história voltada para o público infantil e infanto-juvenil, como fez com seus livros anteriores: A Princesinha de Vader e Darth Vader e Filho (cuja resenha você confere aqui).



O livro tem o formato no estilo de outros destinados a essa faixa etária, como as séries Diário de Um Banana e a Como Treinar Seu Dragão. O texto é recheado de ilustrações e formatações diferentes, ora se transformando em quadrinho, ora em emails ou textos jornalísticos. Esse recurso deixa o livro mais atrativo ao leitor e faz com que a leitura seja fluída.

Mesmo conhecendo pouco do universo de Star Wars (estou começando a me aproximar dele apenas agora), amei a leitura desse livro. Inclusive, achei que ele serve bem para introduzir à saga ao leitor que, como eu, é completamente leigo no assunto. A linguagem para o público juvenil traz esse apelo embutido e dá essa nova conotação.



Vale destacar o excelente trabalho da editora Aleph. O projeto gráfico está incrível, a capa dura linda e o esforço de reproduzir a caligrafia a mão em todo o texto foi ímpar, elevando a qualidade do livro.


Leitura mais do que recomendada a todos que gostam do universo de Star Wars e para quem, assim como eu, está começando a se familiarizar com ele agora.

                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário