sábado, 19 de dezembro de 2015

[RESENHA] Infinito + 1, de Amy Harmon

 


Editora:Verus
Páginas: 336
Publicação: 2015


Bonnie Rae é uma superstar, é linda e tudo que qualquer garota de sua idade quer. Porém, ela quer morrer. Sentimentos e circunstâncias em sua vida faz com que ela não tenha nenhum motivo para continuar vivendo. Ela não esperava deparar com Finn Clyde, um rapaz inteligente, íntimo dos números e que uma chance em sua vida. Os opostos realmente os atraem e faz com que uma relação se construa após um momento tenso em suas vidas. O passado e o presente são fantasmas para os dois e que o perseguem constantemente, mas há sentimentos mais fortes do que eles e é isso que começa a brotar e mostrar que em meio ao desespero a bonança pode vir e transformar a vida de qualquer um que esteja disposto a dar uma chance.
Sabe quando você começa uma leitura e ela te atrai de um modo manso e te prende e não quer mais parar? Infinito+1 é exatamente assim. Uma história comovente, com personagens reais e que estão com enormes conflitos dentro de si. Uma história que começamos a nos identificar nos pequenos detalhes e de repente a gente se vê ali, em um dos personagens.

Bonnie é uma garota jovem e que está no ápice da fama. Uma cantora talentosa e com o mundo diante dela. Mas isso não é o bastante para realmente ser feliz, dentro de si há uma desejo de pôr um fim em sua vida, apenas silenciar seu interior e esquecer de tudo que viveu. Finn Clyde é o típico personagem fofo, o leitor logo de cara tem empatia com ele. Ele é um rapaz muito inteligente, mas é oposto de Bonnie, mas isso não será uma limitação para se conhecerem e construírem uma relação.

Os personagens para mim ficaram numa balança. Um lado amor e o outro de desânimo. Bonnie ficou no lado do desânimo em algumas situações, ela se mostrou muito insegura quando poderia ter agido prontamente, mesmo compreendendo a sua situação. Finn ficou no lado do amor, me identifiquei muito com seu modo de pensar e agir. Houve uma química entre os dois e torci muito por eles no decorrer da história.
Li um livro de Amy, “Beleza Perdida”, e me apaixonei por ele. O que reparei em um livro e outro é a forma que Amy traz situações tão reais e as transformam de um modo emotivo e sensível. O recomeço, o um sentimento que poderia ser incompatível, mas se transformou em algo intenso. O modo como vai nos mostrando o caminho do íntimo dos protagonistas, o mundo ao redor deles, isso nos traz grandes lições. Achei apenas um pouco lenta a leitura, pois a protagonista me incomodou um pouco, mas nada que não seja relevado e conseguido se envolver na história.

Um livro sobre um amor intenso e aparentemente não irá ter nenhum futuro, mas não somos nós que escolhemos ter tal sentimento. Uma lição que no meio de uma tempestade, um abrigo pode ser tão preciso e reconfortante para nós. O mundo da fama não é apenas flores e recheados de prazeres, a infelicidade pode está presente no mais alto escalão da fama. Uma trama com um tema coerente e sensível e não tem como não se envolver. Mais uma vez Amy se mostrou uma escritora com histórias fascinantes e lições que após a leitura nos faz refletir.
 
                                                                     

Onde comprar?

2 comentários:

  1. Tenho curiosidade em ler esse livro mais primeiro quero ler Beleza Perdida que dizem que é muito bom.
    Já como ainda não li nada da autora não tenho como saber se seus livros são bons ou não e por isso confio nas resenhas que leio, gostei muito da tua e fiquei com vontade de ler esse também.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, achei o começo da resenha bem triste, um superstar numa situação assim :(
    Adoro quando um casal é o oposto, mas se completam de alguma maneira.
    Nunca li nada da autora, mas fiquei bem interessada em Infinito + um, a capa me chamou muito a atenção, e gostei da forma como descreveu os personagens em sua resenha, e como já falei, adoro livros que dão alguma lição no final. Parabéns e beijos :*
    Lost Words

    ResponderExcluir