quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

[RESENHA] O Colecionador de Peles (Lincoln Rhyme #11) de Jeffery Deaver



Editora: Record
Páginas: 490
Publicação: 2015

Um misterioso assassino está à solta. Um serial killer vem matando pessoas pelas ruas de Nova York e sua marca principal é uma tatuagem com símbolos estranhos e com a palavra "segundo" no meio. Para aumentar a crueldade de seus crimes, ele começa dopando a vítima com um analgésico e faz a tatuagem com um veneno químico desconhecido, que faz com que a pessoa grite e se contorça de dor até a morte, logo após que a sedação passa. Seu nome é Colecionador de Peles e ele atua em galerias no subterrâneo da cidade, entrando e saindo de bueiros.

O caso é tão forte que um detetive à altura é chamado para investigá-lo. Lincoln Rhyme é um velho conhecido da polícia e da mídia criminal dos Estados Unidos. Famoso por ter resolvido o caso do Colecionador de Ossos, assassino que guardava sempre um pedaço diferente do esqueleto se suas vítimas, Rhyme agora se depara com outro desafio tão grande quanto. Junto com sua parceira, Amelia Sachs, eles partirão das pistas deixadas pelo Colecionador para chegar o seu paradeiro. 

À medida que a investigação avança, eles percebem que pegaram o fio de uma meada que está longe de ser desenrolada. Cada pista leva a um lugar ou pessoa diferente e, além disso, eles tem de descobrir o que os símbolos, muitas vezes altamente escondidos, deixados nos corpos das vítimas significa. A fórmula química do veneno também precisa ser solucionada.

Em paralelo a isso, Rhyme vive uma vida de celebridade do momento. Uma jornalista, que acompanhou o caso do Ossos, está à sua cola, buscando sempre novas informações sobre o caso e objetivando escrever um livro sobre o mesmo. Claro que nosso protagonista não está nem um pouco feliz com isso, uma vez que detesta os holofotes que a mídia lhe trouxe.

O Colecionador de Peles é o décimo primeiro livro da série com o investigador Lincoln Rhyme, de mesmo nome. Nele veremos Rhyme retomar sue poder investigativo em um caso complexo, com muitas nuances e alto grau de dificuldade, uma vez que o assassino é meticuloso, muito inteligente e daqueles que gostam de dar trabalho aos seus investigadores.

Esse foi meu primeiro contato com o autor e, como estou numa vibe forte de livros policiais, resolvi dar uma chance a esse tomo. No início achava que seria o segundo livro da série, ou seja, continuação imediata do primeiro O Colecionador de Ossos, que não li, mas assisti ao filme e lembro vagamente da história. Para minha surpresa, esse é um livro que está bem à frente na série. Não que isso impeça a compreensão da leitura, uma vez que essa é uma daquelas séries em que cada livro traz uma história diferente, apenas com poucos elementos conectivos com as anteriores. Mas, mesmo com séries desse tipo, eu gosto de ler os livros na ordem de lançamento. Há poucos spoilers dos livros anteriores e apenas alguns mais fortes sobre o Ossos, uma vez que um plot inteiro da história se desenvolve ao redor dele.

No mais, a narrativa do autor é ágil, típica dos livros policiais, o que dá fluidez à leitura. Algumas cenas soaram um pouco redundantes, sobretudo no início do livro. Por exemplo, na parte em que os investigadores tentam achar a composição do veneno, tomou muitos capítulos sem grandes avanços para tal. Isso poderia ter sido resumido e explicitado de forma mais contundente e objetiva.

Recomendo a leitura a todos que gostem de livros policiais e que gostaram dos outros livros da série.
                                                                     

Onde comprar?

Um comentário:

  1. Meu gênero favorito ♥
    Na mesma hora que li O Colecionador de Peles, lembrei de O Colecionador de Ossos, achei legal essa 'ligação'.
    Décimo primeiro? Juro que também não sabia, assim como você achei que fosse só uma sequencia do Colecionador de Ossos, como gosto muito de investigação, e livros policiais vou atrás dos outros livros. Fiquei bem curiosa para saber o que a tatuagem significa, achei o caso bem intrigante. Beijos
    Lost Words

    ResponderExcluir