segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

[RESENHA DUPLA] Subindo Pelas Paredes (Wallbanger #1) de Alice Clayton



Editora: Benvirá
Páginas: 280
Publicação: 2014

Olá, Leitores!

Hoje é dia de mais uma resenha dupla do blog, e dessa vez é escrita. Eu e o Luke fizemos a leitura do livro Subindo Pelas Paredes, um New Adult bem interessante de ser lido. Bora ver o que achamos da história? As opiniões do Luke estão em azul e as minhas em verde.

Caroline tinha tudo para que sua vida fosse perfeita: acabou de se mudar, tem um emprego que sempre sonhou, uma chefe espetacular, amigas inseparáveis e um gato fiel. Porém, faz algum tempo quando se relaciona com alguém, naquele momento íntimo, o ápice do prazer não acontece. É como um conhecido distante, o tão ingrato O. Para piorar, em seu novo apartamento em plena noite um barulho estranho começa ecoar do outro lado e no mesmo instante a parede começa a sacudir ao ponto de fazer seu quadro cair. Sim, seu vizinho estava esbanjando aquilo que ela não tinha faz tempo. Quando ela se depara com Simon, o vizinho, seu corpo corresponde com um desejo avassalador. No entanto, ela não está preparada para uma relação casual, Carolina é romântica, ao contrário do seu vizinho. Uma relação entre amigos poderá ser uma linha tênue de machucar o coração ou encontrar o final feliz.

Nossa protagonista é a típica mocinhas de livros new adults: passa por alguns perrengues na vida,  tem seu ato de estimação, mas sempre busca por um cara que a faça feliz e, sobretudo, que a realize sexualmente na cama. Seu vizinho de parede parece satisfazer muito bem todas as mulheres que leva para seu quarto, pois Carol passa noites escutando os gemidos delas, principalmente os daquelas que ele faz questão de empurrar contra a parede que divide seus apartamentos. É quando ela resolve bater na porta dele para pedir que suas noites de sono retornem, que ela entende o motivo de tanto barulho. Simon é um deus grego e isso fará com que ela fique completamente atordoada sobre tudo isso. 

Caroline é um personagem superdivertida. Ela é do tipo de mulher que quando encontramos em algum lugar, a empatia é a primeira reação, nos encanta. Seus pensamentos e dramas sempre consegue cair na caixa do humor. Um dos pontos mais engraçados é ela conversar com partes do seu corpo e até mesmo seu gato, ao ponto de cria-los uma personificação. Simon, também é um complemento a ela quando é pontuado seu humor. Os dois conseguem tem uma química em vários quesitos, isso cria um envolvimento muito grande entre o leitor a história.

O humor da protagonista é seu traço mais forte. Ela tem uma construção clichê mas muito divertida, fazendo com que crie carisma com o leitor. Clive, seu gato, também tem pape chave nesses momentos, sobretudo os de divagação dela. Já Simon é o típico cara gostosão que se acha, mas que no fundo esconde um romântico inveterado. Ambos apresentam uma química muito boa como casal e o desenrolar do romance se dá de forma muito divertida.

A escrita de Alice é esplêndida. Conseguiu me prender logo na primeira página até a última e ainda com gostinho de quero mais. A obra narrada pela protagonista conseguiu me envolver, com uma dose grande de humor e vários momentos conseguiu arrancar de mim boas risadas. Diverti com os dramas, situações inusitadas e momentos melosos.

O desenvolvimento da narrativa é leve e previsível, mas essa combinação funciona perfeitamente para esse gênero. É aquele tipo de livro que já sabemos o que acontecerá na próxima cena, mas não conseguimos largar em nenhum momento. A leitura é muito ágil, consegui lê-lo todo em uma noite, de uma vez.

“Subindo pelas paredes” é uma ótima indicação para os fãs de gêneros calientes e chick-lits. Diálogos carregados de insinuações, capítulos recheados de situações ambíguas e um romance água com açúcar, mas que aos poucos colheradas de pimenta são adicionadas. É um livro com uma leitura bem fluida. Há outros livros da série, sendo que o segundo também é com os protagonistas do primeiro. Os livros posteriores são com outros personagens. Porém, não há previsão para lançar no Brasil.

Recomendo a todos que gostam do gênero new adult e querem uma leitura leve, sem grandes pretensões, e que queiram acompanhar um romance hot, com protagonistas muito divertidos. Com certeza continuarei a ler os demais livros da série.

                                                                     

Onde comprar?


Um comentário:

  1. Genteeeee, muito triste por não ter escrito a resenha, mas não rolou mesmo.
    Eu amei o livro, amei ler com vocês, ao contrário do M não achei a escrita tão previsível. As partes de duplo sentido são excelentes, sem dúvidas foi um dos livros mais divertidos de 2015.

    Beijos!

    ResponderExcluir