quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

[RESENHA] Enfim, 30 de Carmila Fremder e Jana Rosa


Editora:  Paralela
Páginas: 184
Publicação: 2015


A maioria dos seres humanos têm dificuldade de envelhecer. Quando criamos temos a tendência de ansiarmos para ficarmos velhos e podermos extravasar, nos sentirmos independentes, sem a cobrança dos pais e muito menos da rotina que nos é levada. Quão enganados estávamos, não é? A cada ano que avançávamos era mais uma responsabilidade a ser tomada... ah e sem ter ajudinha dos pais. Quando chegamos aos 30, já é motivo para entrarmos em crise? Pois a adolescência já passou e boa parte da juventude também, o que agora nos resta?

Eu, o colunista que vos fala, tem um segredo para compartilhar com vocês? Tenho extremamente medo de envelhecer. Isso mesmo, tenho pavor de ficar velho. Também tive o desejo de ficar mais velho quando mais novo, mas se o arrependimento matasse, eu já estava no pó. Não tenho nenhuma explicação para isso, apenas temo receio e o mais profundo pavor (rs). Eu sei que esse livro é voltado para o público feminino, mas a minha esperança foi que tivesse um resquício algo para o público masculino. Graças a Deus as autoras não foram egoístas e dividiram um pouco para nós homens.

Não vejo esse livro como autoajuda, mesmo que pareça que minha pessoa esteja precisando urgentemente de ajuda psicológica, a forma como as autoras desenvolvem a obra é de um jeito engraçado e leve. Não há nada carregado e que pareça algo forçado, com palavras de efeitos e que te fazem a um nível mais profundo de conhecimento. Não! Apenas é um livro que vai te descontrair e certamente vai te levar a pensar na vida em tempos que a idade vai avançando.

Assuntos do cotidiano são tratados de maneira ágil e fluida. Temas como: tecnologia, saúde, astrologia, autoestima, relacionamento, vida social, carreira, entre outros tantos, são encontrados nesse livro tão recheado de partículas de esperança para ter uma vida equilibrada aos 30.

A escrita das autoras nos mostra o como pesquisaram para dar tais informações. Com tais temas e informações, conclui que a casa dos 30 não é o monstro de sete cabeças. É natural que a idade um dia vai bater em nossa porta, mas depende de nós se queremos viver uma vida feliz com nós mesmo ou carregar os anos nas costas e ter uma vida infeliz e sem graça. 

Enfim, 30 é uma obra de alerta como: “Pare! Respire! Leia esse livro e dê uma chance para não se render a crise dos 30”. Não digo que é um consolo, mas é um livro divertido que conseguimos extrair coisas para nossas vidas.

É nítido a química da escrita entre Camila e Jana, pois no decorrer das páginas conseguimos nos envolver e até mesmo identificar com os temas tratados. Um livro para as pessoas na casa dos vinte e já entrando na dos trinta. Uma leitura que pode ser despretensiosa, mas te envolverá e trará algo mais na sua vida. Mergulhe no mundo de Enfim, 30. Se você tem esse medo, assim como eu, prepare-se para perdê-lo ou pelo menos amenizar um pouco.
 
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário