terça-feira, 12 de janeiro de 2016

[RESENHA] O Coração do Leão (Signos do amor #1) de Mia Sheridan

 

Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Publicação: 2015

Resenha de A Voz do Arqueiro #4



Evie e Leo são amigos desde crianças. Ambos passaram situações difíceis quando crianças, e se conheceram em um lar adotivo. Quando uma família adota Leo e se muda para San Diego, ele faz uma promessa para ela: Que irá busca-la daqui a quatro anos, pois eles ficaram juntos para sempre. Ela prometeu que irá espera-lo e com a expectativa de pelo menos irão conversar via carta, mas isso tudo muda quando ele se mundo. Durante oito anos ela não teve nenhuma notícia do seu amado leão, como ela assim o chamava. Depois de oito anos um rapaz chamado Jack Madsen aparece para Evie no intuito de saber como ela está. Ele foi enviado por Leo para saber como ela está. Onde está Leo? Porque ele demorou anos para saber como ela está? Um conflito de emoções encherá o coração de Evie e todo seu passado virá aos poucos em sua mente, mais forte do que ela tentou resistir há tempos.

Quando li “A voz do Arqueiro”, fez com que me apaixonasse pela escrita de Mia. Ela com uma história tão triste conseguiu transmitir lições tão ricas e lindas para nossas vidas. E mais uma vez, ela nos presenteia com mais uma história de amor e superação. “O coração do leão” é o primeiro livro da série Signos do amor. Os livros da série podem ser lidos de forma independente. Não se preocupe se "A voz do Arqueiro" é o quarto volume, pois não interfere nada.

A série é inspirada no signo de Leão. Esse signo se remete a alguém bondoso, fiel, generoso, compreensivo. Esse signo também tem seu lado negativo e suas características é de uma pessoa autoritária, prepotente e tem a tendência a ser intrometido (rs).
Evie é uma garota que passou por maus bocados quando criança. Cresceu na base de humilhações e zoações por parte de residentes do lar adotivo quanto na escola. Ela só tinha duas pessoas com quem se apoiar e conversar: Willow e Leo. Willow era como uma irmã mais nova, Evie era como uma mãe para ela. Já Leo era como um irmão mais velho, que ao passar dos anos esse sentimento se transformou em paixão. Leo e Evie sempre foram unidos, mas infelizmente essa união se rompe quando a nova família de Leo muda de cidade. Os dois prometeram que manteriam contato, mas o que Evie recebeu por parte de Leo foi silencia. Muito tempo depois um homem começou a seguir Evie, e num belo dia ela o confronta para saber o real motivo da perseguição. Ele é Jack, um homem bem aparentado, com braços fortes e um ar forte e determinado. Ele foi enviado por Leo para saber como Evie está depois de oito anos.

Primeiramente preciso falar de algo que incomodou logo no início. Evie percebeu que estava sendo seguida e nem mesmo se preocupou com isso. Sério, como uma pessoa te persegue todos os dias e vocês simplesmente o ignora? Ainda mais pelo passado dela, isso era motivo de desespero e medo. Outro fato que me incomodou foram algumas atitudes de um determinado personagem que tentou se justificar, mas para mim esse justificativa não consegui engolir. 


"Agora percebo que há muitos caminhos na vida. Alguns deles nós escolhemos. Outros são escolhidos para nós"


A história tem uma bagagem emocional muito grande, decorrente à vida de três crianças que tiveram seus traumas e não tinha ninguém para se apoiar, eram apenas os três juntos ou nada. Evie, a protagonista, conseguiu dar a volta por cima e tem um emprego no hotel Hilton e faz alguns bicos como garçonete em um buffet. Ela é uma menina que aparentemente é ingênua e carente, mas aos poucos isso vai desabrochando e nos mostrando que há uma força muito grande dentro dela. Ela foi capaz de superar dores e traumas que afetaram profundamente sua vida. Jack já foi um personagens introspectivo, um enigma para a trama. Pois ele inesperadamente apareceu a pedido do menino que fez prometer a Evie que iria buscar, mas pelo jeito a esqueceu. Ele tem algumas atitudes bem estranhas, mas aos poucos isso vai sendo explicado.

A escrita de Mia continua fascinante, mas em determinados momentos senti o desenvolvimento da trama um pouco estagnado. Há cenas picantes e elas foram bem trabalhadas, momentos de romance do nível de suspirar com determinados diálogos. Tais diálogos também foram bem construídos e conseguiu nos envolver, a construção da trama e dos personagens conseguiu nos identificar e fazer com que sentíssemos suas emoções e refletir em determinadas circunstâncias.


"Amigos são a família que você escolhe. Nunca esteve mais claro para mim que tomei decisões muito acertadas nesse quesito."


Essa é uma obra sobre superação e amor e que recomendo para os fãs do gênero. Prepare-se para ter uma leitura agradável, com uma escrita fluida e delicada. Conflitos comoventes que fará com que você se envolva e sinta empatia com os personagens. Uma história de amor linda e que mais uma vez Mia Sheridan, conseguiu me emocionar. Estou ansioso para o próximo livro da série.

 
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário