sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

[RESENHA] O Invencível (MMA Figther #2) de Vi Keeland

 


Editora:  Charme
Páginas: 320
Publicação:2015


Liv está correndo atrás do seu sonho de conseguir uma vaga como jornalista no jornal dos seus sonhos, mas ela está disputando a vaga com a megera Summer, filha do dono do jornal. A sua próxima reportagem coincidentemente é com sua primeira paixão adolescente, Vinny, mas agora mais conhecido como Vince Stone. Quando ela se depara com ele todas as emoções guardadas a sete chaves expõe de maneira nítida, pois ele foi responsável de partir seu coração há sete anos atrás. Vinny, teve uma infância difícil, pois seu pai morreu e sua mãe sempre foi uma viciada em droga. Nico, seu treinador é o que mais acompanhou seu crescimento, juntamente com Elle. Quando Vinny se encontra em uma aula com Liv seu coração bate mais forte. Aquele sentimento puro e avassalador há sete anos atrás desperta e dessa vez ele não vai deixa-la escapar. No entanto, algumas escolhas podem ser a chave do fim de um relacionamento e segredos podem ser o laço para que seja dado o fim. Será que isso poderá resistir ao sentimento de ambos?

Quando li “O Destruidor de Corações” gostei muito. Porém, não esperava que o segundo iria superar. “O Invencível” nos traz uma mistura de sensibilidade com algo mais profundo e avassalador.


Liv há sete anos atrás foi uma garota sonhadora, ao ponto de reescrever os clássicos que terminava com final tristes quando ela lia. A pessoa que mais ouvia suas histórias era Vinny, o menino mais popular da escola que tinha aula de inglês com ela. Porém, ela só a via como amigo e ela se sentia inferior, pois todas as meninas que ele ficava eram bonitas com o corpo já formado. Ela aos poucos tinha gerado uma paixão inocente e inimaginável. Porém, Vinny tinha dado corda a ela, mas isso terminou com o coração de Liv partido. Vinny é o tipo de homem pegador e que não se preocupa com o amanhã quando está com alguma mulher, ele as desvaloriza sem trocar de roupa. Apesar dele ser mulherengo, sempre guardou em um compartimento secreto do seu coração um sentimento por uma menina que contava suas próprias histórias pra ele. Mas o destino foi generoso e fez com que os dois se reencontrassem e uma nova fase da história de ambos irá ser escrita.


A obra possui personagens consistentes e construídos de maneira intensa e delicada. Liv, apesar no começo parecer uma menina inocente, no decorrer dos capítulos reparamos que isso é apenas uma impressão, pois seus pensamentos e ações confrontam com essa primeira impressão. Vinny no começo faz com que o leitor se irrite com ele, pela forma que ele pensa sobre as mulheres, mas aos poucos compreendemos a raiz disso e um pouco mais sobre sua mãe, pois no livro anterior ficamos sabendo superficialmente.


Para quem não reparou, Vinny é o menino de treze anos que ficava com Nico na academia, quando ele conheceu Elle. O “Invencível” é narrado pelo ponto de vista dos dois protagonistas, mas algo interessante no de Vinny é que o capítulo indica tanto como Vinny quanto de Vince – seu nome artístico e até mesmo prefere ser chamado assim, indicando uma nova vida. Essa diferenciação de nomes nos capítulos faz se remeter de como ele vai ser narrado, se for como Vinny, será encontrado algo relacionado ao seu passado.


Um dos fatores que mais gostei da história é que não são personagens que se conhecem no presente, mas já estão reencontrando, ou seja, há história no passado e que poderá expor mais e não precisará daquele clichê que lemos muitas vezes quando o casal está se encontrando pela primeira vez. Alguns capítulos indica que será narrado há sete anos atrás e nos faz compreender mais a história de Liv e Vinny, e como sucedeu a história dos dois ao ponto de partir o coração de Liv.


Para quem gostou do primeiro volume da trilogia, prepare-se. Esse livro é mais intenso e com um plano de fundo romântico mais intenso e bem trabalhado. Personagens que logo identificamos, conflitos coerentes, diálogos bem humorados e cenas descritas de maneira bem sucedida. Para os fãs de romance, “O Invencível” é uma ótima recomendação.
 
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário