quinta-feira, 31 de março de 2016

[RESENHA] Entrelinhas (série Entrelinhas #1) de Tammara Webber



Editora:  Verus
Páginas: 347
Publicação: 2015     
Reid Alexander é um dos atores mais cobiçados e bem pagos em Hollywood, desde sempre ele consegue tudo que quer. Seu jeito bad boy, rebelde e conquistar consegue atrair muitas garotas para o seu quarto. Emma Pierce é uma atriz novata e está conhecendo o mundo do entretenimento agora. Ela foi contratada para atuar em uma adaptação de Orgulho e Preconceito, livro preferido de sua mãe, que morreu quando tinha seis anos. Tudo poderia ser perfeito para ela até então, mas o que ela não esperaria é se ficar balançada pelo seu par do filme, Reid Alexander. O jovem ator também não esperava também ter esse mesmo sentimento, mas as coisas também dificultaram para ele, pois terá um concorrente para conquistar Emma e uma ex-namorada que tem uma bagagem de problemas no passado. O que seria uma linda história de amor, pode se transformar em uma grande tragédia dramatúrgica da vida real.
“Entrelinhas” foi um livro que comecei a leitura com o pé atrás. Vários amigos me falaram que o livro não era bom e entediante. Fui conferir com meus próprios olhos e tive uma reação totalmente diferente deles. Gostei, apesar de alguns pontos. Não foi um livro entediante, pois li rápido e achei a narrativa fluida.
Emma é uma garota nova e ingênua. Ela poderia ser aquele tipo de personagem irritante, no qual estamos acostumados em vários livros do gênero. Sim, confessor que no início ela tem uma grande tendência a ser assim, mas aos poucos ela vai amadurecendo, pois por tudo que ela passa, ela aprende com seus erros e com suas próprias decisões. Reid foi um personagem que não tive nenhuma empatia. Um garoto egoísta, com atitudes infantis e reflete ser um caso perdido, quando o assunto compromisso. Ele foi o primeiro personagem que não torci em nenhum momento para que ficasse com a protagonista. Suas ações eram totalmente inversas dos fatores que torço para que um casal fique junto. Ele comete erros e não sente culpa alguma. Não, não consigo torcer pra alguém assim.
Emma e Reid possui semelhanças em suas vidas em seus passados. Os dois começaram cedo e possui uma família desestruturada. Ela mora com a madrasta que torce para seu sucesso somente para usufruir da fama que poderá obter, e seu pai é um homem omisso. Reid tem uma mãe dependente de álcool e seu pai é um homem que sempre está ocupado colocando a sua família em segundo plano. Os dois cresceram em um ambiente onde o amor não é recíproco, ou talvez inexistente. Ela se apoia em sua amiga Emmy. Ele se apoia em seus amigos de farra, festas e sexo.
Os personagens secundários têm grande importância para o desenvolvimento da história. Sendo que um deles ganha uma relevância maior. Tenho que adiantar que esse livro possui triângulo amoroso, mas não é algo maçante e forçado. Ele é trabalhado de maneira natural. Os conflitos são moderados e intensos em momentos precisos.
Esse é o primeiro livro publicado por Tammara, podemos perceber o começo de sua escrita no gênero jovem adulto. Uma história simples e objetiva, que conseguiu prender minha atenção e me envolvi com os personagens e seus dramas.
Para quem é fã de uma romance água com açúcar, esse livro poderá ser uma boa leitura. Há uma lição importante que preciso citar nessa resenha: só depende da própria pessoa querer mudar sua história. Pessoas ao redor não podem fazer isso por ela.
Uma leitura envolvente, narrativa fluida e uma curiosidade para saber o que vai acontecer no próximo livro, que em como título “Onde está você” e já foi lançado aqui no Brasil.
           
Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário