quinta-feira, 14 de abril de 2016

[RESENHA] Proibida para mim (série New York #1) de Elizabeth Bezerra



Editora: Bezz
Páginas: 287
Publicação: 2014


Neil Durant é um famoso CEO rico e poderoso. Após sair de um bar ele vê uma mulher sendo assaltada, quando vai intervir percebe que a moça é cega. O que ele não pensava que naquela noite encontraria a mulher que mexeria com suas emoções e tomaria seu coração que ninguém nunca foi dono. Jennifer Connor ficou cega após um acidente de carro. Após ser salva por um Neil, seu coração começou a bater mais forte. A relação dos dois começa a se intensificar. O que eles não sabem é que o passado em breve irá colidir com o presente, o que pode arriscar o futuro do casal. Neil com que carrega um peso em suas costas. Jennifer que carrega um trauma que a persegue constantemente.
Quando comecei a leitura fiquei bem empolgado, mas tudo que é bom dura pouco e o que poderia ser empolgante , tornou-se nada agradável. Senti a leitura arrastada e um enredo maçante.
Jennifer é uma mulher cega e independente. Sua deficiência não é um empecilho para fazer o que qualquer pessoa que enxerga faz. Ela ficou cega depois de um acidente de carro que nunca mais irá esquecer, aquela noite foi traumática. Neil tem uma bagagem emocional pesada, e carrega uma culpa que é o espinho de sua carne. Quando ele defende Jennifer de um assalto sente algo como se ganhasse um novo fôlego de vida. Após aquela noite não será o mesmo. Os dois viverão momentos intensos de paixão e um sentimento real brotará.
"Tenho complicações e cicatrizes demais, quem vêm acompanhadas de muita obscuridade, muitos erros, muitos arrependimentos. Qualquer pessoa que se aproxime de mim, com certeza, sai ferida."
Como muitos aqui sabem que não gosto de amor espontâneo (famoso amor miojo). Aquele tipo de amor que quando a pessoa olha pra outra, já conclui que a outra é o amor de sua vida e que morrerá com ela quando estiverem bem velhinhos. Isso está presente nesse livro fortemente, o que foi um dos fatores que não consegui me conectar com a narrativa. Gosto de ver o crescimento de um relacionamento, mas não depois de dois dias após conhecer alguém jurar amores.
Não consegui me identificar com os personagens. Eles foram de certa forma bem construídos, mas não tive empatia com ninguém. O enredo foi bem construído, trazendo bastantes conflitos para a trama, isso fez com que tivesse uma liga com a sequência de situações.
Para quem é fã de romance erótico misturado com drama, essa é uma indicação. No entanto, para quem não gosta de romance espontâneo, pensaria duas vezes. Jennifer é uma personagem que não lemos por aí, o que deve ser recebido de bom agrado, pois além de ser independente e ser uma mulher com personalidade forte, sua cegueira mostra que isso não é um empecilho para viver uma vida como qualquer outra pessoa.       

Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário