sábado, 18 de junho de 2016

[RESENHA DUPLA] Não Olhe Para Trás de Jennifer Armentrout



Editora: Farol Literário
Páginas: 440
Publicação:  2014

Olá, Leitores!

Hoje trazemos mais uma resenha dupla pro blog, dessa vez do livro Não Olhe Para Trás, um thriller psicológico de Jennifer Armentrout. Vamos conferir o que achamos da leitura? O Luke escreve na cor verde e eu, Marcos, na cor azul.

Ela despertou na beira de uma estrada. Não sabe o que aconteceu, na verdade não sabe qual é o seu nome. Após ser resgatada por um policial e levada a um hospital sua família a reencontra. Seu nome é Samanta e tem 17 anos. Ela é uma garota popular em sua escola, bonita, namora um garoto perfeito. Ela tem uma vida que muitas garotas queriam ter.

Samantha não conhece nada sobre o seu passado, sua confusão mental é muito grande. Ela só começa a lembrar do que aconteceu aos poucos, com flashes em sua memória da noite anterior. Sua vida antiga só lhe é contada à medida que ela começa a conviver com familiares e amigos.

Samantha descobre que ficou quatro dias desaparecida e que sua amiga está desaparecida e não há nenhum indício do seu paradeiro. Ao viver uma nova vida, ela descobre que a antiga Samantha é uma garota mimada e fútil. Agora ela terá que viver uma nova vida e encarando o seu “eu” antigo. Além de se redescobrir, a garota começa a receber bilhetes anônimos, um deles está escrito: “Não olhe para trás, Samantha. Não gostará do que vai encontrar.” O que será que aconteceu com ela e sua amiga Cassie?

A antiga Samantha é tudo o que atual odeia. Ela não consegue entender o que era nem como se tornou aquela pessoa egoísta, que humilha os outros, sobretudo o seu irmão. Iso faz com que, ao voltar ao colégio, todos ajam de forma estranha, como se a temessem ou que ela fosse lhes dar um esporro a qualquer minuto. Ela descobre que Cassie era sua melhor amiga, mas não se lembra de nada que aconteceu com ela, só que ela já está morta.

Já tinha lido um livro da autora e logo virei fã de sua escrita. Quando soube do lançamento de “Não olhe para trás”, fiquei muito feliz e ansioso para lê-lo. Ao terminar essa leitura conclui que Jennifer é uma das minhas autoras preferidas, esse mérito merece apenas por saber contar histórias que nos fazem viver a vida dos seus personagens e sentir as situações ali passadas. Samantha ao acordar após quatro dias desaparecida está prestes a descobrir e viver coisas intensas. Primeiro, por estar com amnésia, ou seja, ela não sabe o real motivo que a fez ficar desaparecida no meio do nada e o que aconteceu com sua melhor amiga, Cassie. Segundo, ela terá que confrontar com sua vida antiga que nos primeiros momentos ela sente repulsa das suas atitudes e personalidade. Samantha era uma garota mimada, fútil e capaz de usar os outros em busca de seus interesses. Terceiro, ela começa a receber bilhetes de uma possível pessoa que sabe do que aconteceu com ela. O medo e apreensão da situação são constantes.

Nunca tinha lido nada da autora, mas confesso que gostei muito de sua escrita. A forma como ela trabalha os personagens,sobretudo a grande transformação drástica que a protagonista vive, é muito bem feita. 

A história é narrada pelo ponto de vista de Samantha. Com isso, nós leitores não sabemos de nada, apenas acompanhamos a trajetória e surpreendemos junto com ela a cada descoberta. Com um plano de fundo no meio escolar, ela terá que enfrentar vários fantasmas, inclusive de si próprio. Sua vida não é mais aquela normalidade cor de rosa, mas um caminho cinzento está prestes a ser trilhado. Os personagens são muito bem construídos e conseguimos identificar com eles. Além disso, os conflitos e teor de suspense é algo fascinante. A autora consegue mexer com nosso psicológico a cada capítulo.

Esse formato de narrativa foi muito bem empregado pela autora, que teve a sacada de que usando a primeira pessoa, acabaria por esconder o passado da protagonista do leitor que, assim como ela, tem que confiar no que os outros ao seu redor lhe dizem.
A história possui um romance água com açúcar, mas esse não é o foco da obra. A busca pela causa do desaparecimento de Samantha e Cassie é o que permeia todo a narrativa. Pois, todos são suspeitos, até mesmo a protagonista. Esse ar de quem é o responsável pelo crime é um dos fatores que me prenderam e fizeram com que ficasse juntar um quebra cabeça a cada capítulo ali mostrando alguma prova ou indício de quem é o responsável. A escrita de Jennifer é deliciosa. Ela consegue trazer o leitor para a história e envolve-lo com um conflito denso e instigante. Com um desenvolvimento construído com esmero, a autora foi capaz de costurar cada situação em cada capítulo, consequentemente fazendo com que o leitor se prenda a história.

O romance é apenas um plot secundário em toda a história, sendo o seu principal o thriller psicológico. Jennifer consegue deixar momentos de climax misturado com cenas mais leves, de condução para tais situações. Usa de cliffhangers nos finais dos capítulos e isso prende muito a atenção do leitor do começo ao fim.
Para quem é fã de thriller psicológico, “Não olhe para trás” é mais do que recomendado. Uma premissa instigante e uma escrita fluida e ágil fará com que o leitor comece o livro e não irá querer parar mais até descobrir o que aconteceu com Samantha.

Recomendo muito para quem gosta de thrillers psicológicos com temática mais votadas para o young adult, sem focar excessivamente no romance.
Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário