segunda-feira, 6 de junho de 2016

[RESENHA] A Garota do Calendário (Janeiro #1) de Audrey Carlan

 


Editora: Verus
Páginas: 144
Publicação: 2016     
Mia Saunders está com sérios problemas em sua vida. O seu pai é viciado em jogo e deve um milhão de dólares ao seu ex-namorado. Ele está no hospital em coma após os capangas do seu ex ter o espancado. Além disso, sua irmã está na faculdade e precisa de dinheiro para sustentar. A única saída de Mia é aceitar o emprego de acompanhante de luxo, da empresa da sua tia, para quitar a dívida do seu pai e ajudar sua irmã na universidade. Seu primeiro cliente é Wes, roteirista famosa de Hollywood. Ele é bonito e fará com que Mia junte o útil ao agradável em seu emprego. Uma relação é estabelecida entre eles, mas Mia protegerá seu coração ao máximo, pois sua presença na vida de Wes é passageira.
Desde que foi anunciada a publicação da série “A Garota do Calendário”, pela editora Verus, fiquei ansioso. Soube do sucesso da série tornou-se um fenômeno editorial lá fora, não me restou o desejo de ler e conferir se é isso tudo que estão falando. Realmente é isso tudo, pois o primeiro livro me prendeu e aguçou minha curiosidade para o próximo.
Mia é uma garota que sua vida não é nada fácil. Sua mãe abandonou a família pequena, seu pai é alcoólatra, viciado em jogo e está devendo um milhão ao ex-namorado de Mia, um agiota. Ela terá que abrir mão do seu sonho de ser atriz para buscar meio para quitar a dívida. A única saída é a empresa de sua tia que tem como função contratar acompanhantes de luxo para homens ricos. No começo Mia fica receosa, pois não queria mergulhar no mundo da prostituição. Seu primeiro cliente é lindo e será tentador não experimentar o que a vida tem a lhe oferecer.
"...eu havia protegido o meu coração com tanta força que ele só conseguiu pequenos pedaços ao longo do caminho. Todo resto ainda estava seguro, comigo no controle total."

Ela está cansada de viver desilusões amorosas. A cada namorado que tem é uma decepção diferente, a última foi a gota d´água, pois ele é responsável dela estar mergulhando nesse mundo desconhecido. Seu coração está protegido de qualquer sentimento amoroso. Seu foco nesse novo emprego é fazer o seu trabalho e conseguir o dinheiro. Mas não envolver sentimentos quando há uma química entre duas pessoas é impossível.
 
A trama é um clichê, mas está muito longe desse termo ser negativo. A premissa me atraiu e ao acompanhar a trajetória de Mia, foi impossível para de ler. Mia é uma personagem vulnerável, mas ao mesmo tempo há uma personalidade forte. Sua vontade de proteger sua família é em primeiro lugar e arriscará tudo para alcançar esse objetivo. Narrado pelo seu ponto de vista, conhecemos mais de sua história e seus sentimentos. Tive empatia à personagem à primeira vista.
Audrey tem uma escrita fascinante. O que poderia ser mais uma história envolvendo uma premissa semelhante, elementos de sua escrita foram o fator para fisgar o leitor e fazer com quem comece não tenha vontade de parar. Desde a ambientação, personagens à trama, Audrey conseguiu construir com esmero um mundo tem a mistura de dinheiro, sexo e o sentimento de salvar alguém.
Para quem é fã de um romance mais apimentado, “A Garota do Calendário” deve estar na lista de suas próximas leituras. A escrita da autora é atraente, fluida e ágil. Ela soube moderar as descrições das cenas picantes com insinuações, o que não se tornou algo enfadonho. Narrativa instigante e cativante que fará com que o leitor queira o próximo volume o mais rápido possível. Amei o casal deste volume e espero que um dia eles se encontrem novamente.
A série contará com doze volumes, respectivamente aos meses. Cada um Mia narrará sua experiência com clientes e lugares diferentes. O próximo cliente é um artista e mora em Seattle.

Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário