quinta-feira, 16 de junho de 2016

[RESENHA] Somente sua (série Crossfire #4) de Sylvia Day

 
Editora: Paralela 
Páginas: 286
Publicação: 2014

Gideon e Eva estão casados. No entanto, isso não será motivos que suas vidas serão repletos de rosas vermelhas, pois terão muitos espinhos em seus caminhos. O antigo namorado de Eva, Brett, vocalista da banda que compôs uma música inspirado nela quer o retorno do relacionamento. Landon, filho do maior inimigo do pai de Gideon tentará de todas as maneiras interferir na sua vida profissional, no intuito de destruí-lo. Gideon ainda tem dificuldades ao dormir e de se abrir para falar dos seus problemas e sentimentos, porém, seu sentimento por Eva cresce a cada vez mais, tornando inabalável. A moça também sente o mesmo por ele, mas ainda tem suas dúvidas e seus fantasmas interiores.
Depois de muito tempo decidi retomar a leitura da série Crossfire. Tinha dito para mim mesmo que pararia no terceiro, mas a curiosidade foi tão grande que fui me arriscar no quarto. A leitura foi nada inovadora e senti que estava no mesmo lugar do começo ao fim.
Eva continua com seus dramas e indecisões, porém sua personalidade forte coopera em não odiá-la do começo ao fim. É perceptível que pouco tempo de relacionamento com o mega empresário, seus sentimentos cresceram e posso dizer que houve certo amadurecimento por parte dela. Gideon Cross fora de sua bolha chamado Eva, é um homem frio e sério, porém na companhia de sua amada seus sentimentos são aflorados e intensos. Seus pesadelos e a dificuldade de se abrir continuam o atormentando, e isso é uma das pedras que aparecem no relacionamento com Eva.
A diferença desse livro é que Gideon ganhou uma voz narrativa ao enredo. Agora o compreendemos mais, temos acesso aos seus pensamentos e motivações em determinadas atitudes. Porém, também conseguimos ficar irritado pela sua maneira de tomar as rédeas de seu relacionamento sem nem mesmo perguntar a Eva, mas somente tem como objetivo protegê-la, pensando que a moça é inofensiva e não pode enfrentar as suas próprias batalhas. Isso cria um muro entre os dois, pois o diálogo e a confiança de saber tudo que acontece com relação a ele é quase inexistente. Isso mostra que apenas ela está lutando a favor e ele sendo seletivo às informações para dar a ela.
A escrita de Sylvia continua a mesma, mas o que me incomodou foi o enredo. Os conflitos não foram sérios, o que poderiam muito bem ser inseridos nos livros anteriores e não tido a preocupação de ter lançado um quarto livro. Isso ficou nítido para mim a vontade de lucrar em um livro que anda em círculos e não traz nenhum clímax atraente para o leitor.
Para os fãs da série digo: não há nada demais nesse volume. Há momentos românticos, discussões e revelação de segredos? Sim, mas nada demais. Sylvia conseguiu esticar a história para um quinto volume e lendo várias críticas sobre, vi que a série continua no mesmo nível de “Somente Sua”.       

Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário