terça-feira, 12 de julho de 2016

[RESENHA] Confusões de um garoto de Patrícia Barboza


Editora: Verus 
Páginas: 168
Publicação: 2016

Zeca voltou diferente de suas férias escolares. O seu corpo tomou novas formas que meses atrás não estavam, sua voz engrossou e tudo aquilo que um adolescente de quartorze anos pode esperar aconteceu com ele. Uma paixão é desperta também e o assusta, pois nunca tinha pensado de forma diferente com relação a sua melhor amiga Julia. Além das mudanças físicas, descobrindo novos sentimentos, terá que lidar com alguns conflitos em sua escola. O que ele poderia ter pensado que o novo ano seria o mesmo de antes está muito enganado. Muitas confusões estarão por vir.

Eu já tive contato com a escrita de Patrícia desde “A consultora Teen”, e foi uma leitura muito agradável e bem desenvolvida. Neste novo livro há algo novo, pois ela se aventurou em narrar pelo ponto de vista de um garoto. Posso adiantar que ela acertou em tudo.

Zeca é um adolescente de quartorze anos. Seus pais são divorciados, tem duas irmãs gêmeas e tem uma melhor amiga que mora no mesmo prédio onde ele mora chamada Julia, que descobre quem está apaixonado. Sua vida é comum como qualquer outro garoto de sua idade, como problemas de relacionamento com outras pessoas na escola, as mudanças do corpo por causa dos hormônios, etc. Ele é um garoto tímido, estudioso e de certa forma maduro. 
Assim que comecei a ler a história de Zeca foi ouvir um relato de um amigo. Ele é aberto em seus pensamentos, reflexões e confusões. Confusões que não são atrapalhadas complexas são coisas simples que abrange tanto seu lado psicológico quanto as interações com as pessoas ao seu redor.

Os temas abordados na trama encaixam-se em todas as áreas que um garoto da idade do protagonista pode passar. Saber como lidar com a primeira paixão, corpo, pais divorciados, irmãs mais novas e até mesmo o bullying. Temas pertinentes para que o leitor alvo da obra possa se identificar e saber como isso é comum no mundo.
 A escrita de Patrícia continua envolvente e objetiva. Ela é capaz de transpor o leitor nas suas histórias e fazer com que identifiquemos com cada personagem apresentado, sendo que eles são pessoas que podemos encontrar ao nosso redor com seus defeitos e qualidades.


Para você que é fã de livro infantojuvenil, “Confusões de um garoto” poderá ser uma boa opção de leitura. A obra possui poucas páginas, mas suficientes para fazer com que o leitor entenda a mensagem e se envolva com a trama. Conflitos relevantes para a idade dos leitores potenciais da autora, leitura fluida e ágil. Personagens bem trabalhados e lições importantes para os adolescentes. 
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário