sexta-feira, 30 de setembro de 2016

[RESENHA] A Guerra dos Mundos de H. G. Wells



Editora: Suma de Letras
Páginas: 312
Publicação: 2016

Num dia normal, o protagonista, cujo nome não nos é dito, vai a um observatório espacial e vê explosões na superfície de Marte. Após isso, um estranho cilindro cai na terra, a bordo de um meteoro. Logo este se abre e criaturas estranhas começam a sair dele. O pãnico, então, está instaurado na Terra.

Mais e mais cilindros chegam e com eles, máquinas-rôbo gigantes que contém pernas mecânicas altíssimas e armas exterminadoras de alta perícia. Não há combate nem tecnologia no planeta que seja capaz de combatê-los. O exército já perdeu boa parte de seus homens e ainda assim não consegue achar uma solução para tal. Os governos ficam apavorados. Agora cada um deve correr para conseguir salvar a sua vida. Mas, para onde? É nesse universo de caos e terror que a história desse livro se desenrolará e que acompanharemos a jornada do protagonista em busca de sua sobrevivência.

Guerra dos Mundos é um clássico da ficção científica mundial, talvez um dos livros mais conhecidos desse gênero. A obra traz conceitos completamente novos para a ficção da época e trabalha em cima de um ataque alienígena ao planeta Terra, onde não haveria chances da humanidade resistir. Em 1938 ocorreu o famoso episódio em que uma rádio britânica narrou um trecho do livro e aterrorizou milhões de ouvintes que achavam que o ataque estava de fato acontecendo. Este é, talvez, uma das situações que, ao meu ver, mostra o quão forte o poder da literatura, e da ficção em geral, tem e é um dos mais emblemáticos associados a um livro.

Confesso que estava com grandes expectativas para com esse livro e que durante a leitura elas foram um pouco frustradas. Em algumas cenas os personagens agem de uma forma muito normal para um local que está sendo destruído e em que a sua vida está em completo risco. Também esperava sentir um pouco mais do horror que o texto trouxe às primeiras pessoas que o leram. Não o senti de fato, uma vez que o autor não conseguiu, a meu ver, construir uma boa atmosfera de suspense para que desse margem para isso acontecer. No mais, é uma boa obra para se entreter numa tarde e, de maneira alguma, perdeu para mim o seu mérito. Quero, inclusive, ler outros livos do autor.

O livro teve algumas adaptações para o cinema e para a TV. Eu assisti à mais recente, de 2005, que tem Tom Cruise no papel principal. No entanto, esse filme apenas usou algumas das ideias de Wells da história e trouxe o enredo para uma realidade contemporânea à época. No mais, não foi uma adaptação fiel ao texto e lembro de achado enfadonho em alguns momentos.

Vale dar um grande destaque a esta edição do livro que está sensacional. A capa é dura de soft touch, o livro todo tem ilustrações e uma nova tradução. Além disso, há uma breve entrevista com o autor onde ele fala sobre esse livro e sua obra no geral.

Recomendo a todos que gostem de ficção científica, por ser um clássico que deve ser lido por todos os fãs do gênero e para quem se interessa em conhecer mais a obra do autor.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário