sexta-feira, 18 de novembro de 2016

[Resenha] Desejo Concedido (série Guerreiras #1) de Megan Maxwell

 

Editora: Essência
Páginas: 464
Publicação: 2016     
No ano de 1308, na Inglaterra, Megan Phlips ouviu sua tia combinar com o padre da região o seu casamento e de sua irmã, Shelma. Desesperada por saber que seus pretendentes eram homens que seus pais, que morreram, não gostava, planeja com sua irmã fugir e ir ao encontro de seu avó, nas highlands, nas altas montanhas escocesas.
Seis anos depois elas recomeçarão suas vidas em Dunstaffnage, no clã dos McDougall. Este período foi maravilhoso para ela, sua irmã e seu pequeno irmão Zac, por fazerem amigos tão queridos que consideravam sua família. Um dia quando guerreiros estavam chegando no castelo, Megan se depara com um homem grande e bem afeiçoado. Seu nome é Duncan McRae que ao olhá-la imediatamente se sente atraído por aqueles cabelos pretos quase azul.
Após um evento drástico, Duncan prometeu ao avô de Megan que se casaria com a moça, no intuito de protege-la. Megan, como dona de si, não aceita, porém é convencida a tradição handfasting, que o casal ficam juntos durante um ano e um dia. A relação não será nada fácil, pois Megan não está acostumada a regras de comportamento e muito menos a ser submissa a alguém. No entanto, na dificuldade, poderá brotar um sentimento avassalador ou o desastre de dois corações.
Sempre tive um pé atrás com a senhora Megan Maxwell, pelo simples motivo da trilogia Peça-me o que quiser, mas minha opinião começou a mudar depois que li Pelas lentes do amor, que foi uma leitura extremamente divertida e envolvente. Então aguardo todo livro que vou ler dela, o nível de Pelas lentes, e até o momento ela não decepcionou. Desejo Concedido foi uma leitura muito satisfatória.
Megan é uma personagem que amamos logo de cara. Ela é diferente das moças daquela época, pelo sua personalidade forte, opinião própria, destemida, atrevida e não meça as palavras em momento nenhum. Além disso, ela é totalmente fora do padrão, como por exemplo, montar cavalo, manejar espadas e lutar como se fosse um homem. Essas características fizeram Duncan se atrair por ela, pois nunca tinha visto tal comportamento como aquele antes. O relacionamento dos dois é medido por brigas e beijos intensos. É como aquele dizer conhecido da barata que morde e assopra.
"Esse é o preço que todos pagamos quando amadurecemos. Temos que aprender a nos defender sozinhos na vida."
Tenho que dizer que o relacionamento de Megan e Duncan me incomodou um pouco, pois há diversas brigas, mas há algumas que deveriam ser mais bem trabalhadas no aspecto da reconciliação, porque algumas coisas que foram ditas a outra pessoa que não esqueceria facilmente. Nem mesmo se fosse uma pessoa que amasse muito. Então Megan e Duncan pecaram neste ponto.
A escrita de Megan (nossa agora que percebi que é o mesmo nome da protagonista rs) como sempre é envolvente e consegue prender o leitor do começo ao fim. Ela traz grandes porções de humor, ação e romance. Pensei que ela iria explorar o contexto histórico e inserir mais cenas de ação, mas focou mais no romance, o que me agradou. Os personagens são muito bem construídos e o que mais gostei foi o foco da história não ter sido somente sobre os protagonistas, Megan explorou muitos os personagens secundários e percebi que alguns deles ganharão seus próprios livros.
Para os fãs de romance de época, Desejo Concedido tem que estar na sua lista de desejados. Uma história envolvente, divertida, angustiante, comovente e um romance lindo que certamente irá te conquistar. Personagens fortes e diálogos divertidos e bem construídos. O que deixou triste foi a capa deste livro que poderia ter sido mais bem trabalhada.
       

Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário