terça-feira, 27 de dezembro de 2016

[RESENHA] Fábrica de Vespas de Iain Banks



Editora: Darkside 
Páginas: 240
Publicação: 2016

Frank é um jovem que tem uma vida conturbada. Ele mora com seu pai, que tem alguns comportamentos esquisitos e medonhos, em um vilarejo no interior da Escócia. Sua família toda começou a desmoronar quando seu irmão, Eric, foi internado em um hospital psiquiátrico. Ambos eram muito unidos desde pequenos, mas Frank sabia de todo o comportamento estranho que Eric tinha: ele gostava de colocar fogo em animais vivos e decaptá-los e colocar suas cabeças em estacas. Sua mãe os abandonou há alguns anos e, atualmente, Frank só conta consigo mesmo, e com sua perturbada mente, para viver. Porém, Eric foge do hospital e começa a manter contato com Frank. Isso começará a revirar o baú do passado dos dois e afetará ainda mais a visão que Frank tem das coisas. 

Fábrica de Vespas é o primeiro livro de Iain Banks, escritor escocês que morreu em 2013 e está na lista de 1001 livros para ler antes de morrer, um dos meus projetos de leitura aqui do blog. Nele teremos uma abordagem da psicopatia da mente humana por sobre a ótica do próprio psicopata, do ser que tem de conviver com essa perturbação tão forte de forma cotidiana. Esse é, para mim, um dos grandes diferenciais do livro. Banks conseguiu aproximar o leitor da mente de Frank de uma forma natural, para que não somente se julgasse a ele mas, também, que vissem sua interpretação de mundo, como se ele quisesse que o leitor sentisse na pele tudo pelo qual o protagonista pensa e como ele v~e o mundo e as pessoas o seu redor.

O final do livro é surpreendente. Por mais que eu já tenha deduzido por alto o que o autor iria fazer com o protagonista, quando recebi a revelação de minhas suspeitas, foi um grande impacto na leitura, principalmente por esta ser a última sentença do livro. 

Por mais que pareça ser uma leitura rápida, por ser um livro relativamente fino, Fábrica de Vespas é um daqueles livros que precisam ser lidos aos poucos, uma vez que seu texto traz muitas reflexões, muitos trechos perturbadores e cenas que te farão pensar por horas e horas. Fiz a leitura dele em uma semana, mesmo com meu ritmo de leitura ara livros com esse tamanho ser de um ou dois dias. Em algumas partes tive que largar o livro para respirar ou esfriar um pouco a cabeça, me desconectar de tudo o que li, para conseguir absorver aquilo tudo. É, sem dúvidas, um livro muto forte.

As descrições são, para mim, o principal ponto desse livro, ficando pari passu com a construção dos personagens, sobretudo a do protagonista. Em algumas passagens era como se eu estivesse sentindo em minha própria pele, em meu próprio corpo, tudo o que estava sendo descrito na cena. É perturbador. Isso só demonstra o quão bom escritor Iain Banks é. É muito difícil um escritor conseguir transformar esse sentimento tão forte em algo escrito e fazer com que ele chegue com essa tamanha intensidade no leitor final.

Recomendo muito a leitura desse livro a todos que gostem de histórias sobre psicopatas, como Precisamos Falar sobre Kevin, e a todos que estejam no momento para leituras fortes e que te farão penar bastante.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário