segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

[RESENHA] A Torre Negra e Outras Histórias de C. S. Lewis



Editora: Planeta
Páginas: 240
Publicação: 2016

A Torre Negra e Outras Histórias é um compilado de contos e obras inacabadas de C. S. Lewis que foram encontradas em sua casa após a sua morte. No primeiro conto, A Torre Negra, temos algo que é tido como o princípio de uma continuação de sua trilogia de ficção científica, a Trilogia Cósmica. Nele, cinco homens se reúnem em um conselho para testemunhar o rompimento da ligação espaço-tempo através de um instrumento secreto chamado cronoscópio, capaz de visualizar outras dimensões paralelas.

Algo que me incomodou um pouco ao longo da leitura foi o fato de muitos dos trabalhos estarem inacabados, o que faz com que o leitor fique com um gostinho de quero mais da história e sem saber o seu real fechamento. Por mais que sejamos avisados no prefácio que isso aconteceria, sempre ficamos na expectativa de que algum traço pudesse nos dar uma dimensão de como seria o final. Por outro lado, isso é bom para desenvolvermos nossa imaginação e tentarmos adivinhar como Lewis queria que tudo aquilo se guiasse.

Nesse livro, vemos um C. S. Lewis que poucos conhecem, mais voltado para a ficção científica. Isso me surpreendeu, uma vez que só tinha lido As Crônicas de Nárnia e achava que o autor só escrevia no gênero fantasia. Confesso que gostei mais da escrita dele na obra anterior a que tive contato, mas, em se tratando de um nome com tamanho talento na escrita, nesse aspecto ele não foi mal.

De todos, meu conto favorito foi, coincidentemente o mesmo que Tolkien gostou, O Homem que Nasceu Cego. Nessa história, temos metáforas belíssimas sobre a condição humana, sobre a visão de mundo e sobre as nossa limitações para a compreensão de tudo aquilo que nos rodeia. É lindo.

Recomendo a todos que gostem do autor e que queiram sair de seu lugar comum das obras de fantasia.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário