sexta-feira, 26 de maio de 2017

[Resenha] Roleta Russa (Família Gazzoni #1 parte 1) de Gisele Souza


Editora: Charme
Páginas: 240
Publicação: 2017


Carina ama praticar esportes radicais e tem afinidade com adrenalina e perigo. Sua vida no Brasil é a mais perfeita possível, com sua faculdade de medicina, amigos e estabilidade financeira boa. Sua vida muda quando seu pai anuncia que eles mudaram para Nova York. Ela em primeiro momento não quer, criando atrito com seus pais, mas aos poucos acostumou com a ideia. Carina não imaginava que essa mudança transformaria sua vida para sempre.

Chegando em Nova York e em um passeio para conhecer o bairro ela conhece um rapaz bonito e misterioso. Ele se chama Enzo e tem uma vida conturbada atrelada a um futuro que não almeja e incerto. Quando os dois se conhecem a atração é inevitável e logo terão momentos para provar como intensa ela é.

Enzo Gazzoni é jovem e tem vários sonhos dentro de si, mas sabe que eles jamais realizarão, por conta de seu futuro traçado por seu pai. Ele terá que aprender e um dia ficar no posto do seu pai, mas o que seu pai faz ele não deseja para ninguém. Ao conhecer Carina sua vida ganha mais cor, mas ele tentará resisti-la ao máximo para não envolvê-la em seu mundo, mas será tarde demais.

Quando vi a capa e a sinopse de Roleta Russa fiquei curioso para conferir mais uma trama de Gisele Souza. Gostei bastante do livro Pecaminoso, da autora e fiquei ansioso para ler logo esse livro. Foi uma leitura rápida, intensa e apenas um ponto me incomodou.

Carina é uma protagonista que mostra na primeira impressão que é apaixonada por perigo. Seus instintos sempre a levaram para o lado da adrenalina e após conhecer Enzo esta teoria é mais do que comprovada. O rapaz de olhos azuis e que deixou o coração de Carina acelerado é um tanto frio e isolado. Desde pequeno descarrega sua energia no boxe para controlar também suar raiva. Sua vida desde pequeno já foi traçada para ser alguém que não quer, mas querer não é poder, não é mesmo?

Algo nos romances que me incomoda bastante é o famoso amor instantâneo ou também conhecido como amor miojo. Esse sentimento é mais conhecido como amor à primeira vista, que no momento que os personagens deparam um com o outro já sentem aquela força avassaladora do amor. Infelizmente, em Roleta Russa a existência desse amor instantâneo é forte, pois Carina e Enzo mal se conhecem e logo após alguns dias já falam “eu te amo”. Acredito em atração, química à primeira vista, mas o sentimento do amor creio que é com o tempo que esse sentimento é construído e finalmente brotado no coração.

A trama desde o início é um mistério, pois temos uma ideia do que seja o plot principal, mas apenas no decorrer da história que isso é ampliado e evidente para o leitor. Gostei bastante dessa atitude da autora, pois cria expectativa e aguça a curiosidade de querer mais.

Os personagens são muito bem construídos, até mesmo os secundários, destacando o primo de Enzo, Fabrízio, alguém engraçado. Os conflitos são intensos e gostei da autora ser objetiva em não se prendendo em detalhes ou cenas de ação que poderiam deixar confuso (tenho sérios problemas com cenas de ação, admito).

Para os fãs de romance e com um toque de dark Roleta Russa é uma ótima recomendação. Uma história de amor que estará à prova de um futuro incerto ou um presente intenso. Gisele nos presentou com uma trama com reviravoltas e um romance que deixa com um gosto de quero mais. Estou ansioso para a segunda parte.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário