quarta-feira, 14 de junho de 2017

[Resenha] Quando a Bela domou a Fera de Eloisa James


Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Publicação: 2017

Linnet Thrynne teve o seu nome envolvido em um escândalo. Pega beijando o príncipe Augustus algumas pessoas da sociedade londrina reparam também que sua barriga estava um pouco avantajada e tudo indicava ser gravidez. O príncipe que na verdade era um verdadeiro sapo não assumiu nenhum relacionamento e muito menos desmentiu a fofoca criada. Sua tia e seu pai desesperado com o que fazer com a jovem decidem ir ao encontro do duque, pois sabiam que ele estava procurando uma esposa para seu filho.

O conto de fadas de Linnet está longe para se tornar realidade, pois assim que se depara com Piers Yelverton, filho do duque, percebe que será impossível ter sentimentos com alguém como ele. Piers é um médico renomado, mas tem um apelido de Fera, pois seu temperamento é difícil e trata seus pacientes e empregados de maneira rude.

Mas toda Fera tem por dentro tem o seu lado dócil, não tão evidente assim. O tempo será a bússola para Linnet e Piers. Ele não é um homem bonito, como ela está acostumada ver na sociedade. Ela não é uma mulher que Piers vê todos os dias por ser mansa mais ao mesmo tempo impetuosa. O amor irá nascer entre eles, mas de maneiras na contramão dos contos de fadas.

Amo releituras de contos de fadas, pois é incrível acompanhar uma trama que esta remetendo a outra, mas de maneira diferente sem perder a sua essência. É um desafio para as autoras, pois deve ser algo bem difícil, para ser fiel a história original sem perder detalhes importantes. Esse livro é algo peculiar, pois é um romance de época. Minhas expectativas estavam a mil e só posso afirmar que: foram superadas.

Linnet é uma personagem que conseguimos ter empatia logo de cara, pois é uma mulher decidida e com a língua afiada. Ao ser envolvida em um escândalo traz a ela um sentimento de revolta, não há outra saída em recorrer ao duque que está procurando uma esposa para seu filho. Piers é um médico irritável ao nosso primeiro olhar. Porém, isso muda quando começamos conhecer mais de sua história.

A química dos dois é evidente desde o primeiro contato. Ele irônico e ela sendo recíproca a todas as farpas vindas do doutor. A cada página é uma discussão e briga diferente, e há uma constatação: onde há ódio também existe o amor. As brigas se tornam combustível para a paixão que nasce entre eles e será impossível de resistir.

Eloisa James constrói uma trama envolvente do começo ao fim, e fazendo nos lembrar de vários detalhes do conto original de A Bela e a Fera. O que mais me marcou nessa história foi a interação dos personagens. Amo brigas e discussões, pois isso são um dos elementos para o crescimento do casal.


Para os fãs de romance de época e releituras essa obra é uma ótima indicação. Uma trama que prenderá o leitor da primeira página ao epílogo e ficará com gostinho de quero mais. Personagens marcantes, diálogos bem construídos e um desenvolvimento bem trabalhado. É por isso que esse livro foi eleito um dos dez melhores romances de 2011, pelo Library Journal.
                                                                     

Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário