quinta-feira, 13 de julho de 2017

[ESPECIALl] "Só perguntas erradas", de Lemony Snicket

Olá, galera! É o Seguinte, hoje eu vou comentar com vocês sobre uma série muito divertida que eu acredito que muitos de vocês vão gostar. Vocês poderiam me perguntar: quem é o autor desses livros? E eu diria que essa é uma pergunta muito errada. Erradíssima, caro leitor. Afinal, quem é que ainda não ouviu falar de Daniel Handler?


Bem, talvez vocês não o conheçam por esse nome. Daniel Handler escreveu a série "Desventuras em série" com o pseudônimo "Lemony Snicket". Todos os treze volumes das desafortunadas aventuras dos irmãos Baudelaire são publicados pela Companhia das Letras. A série de livros inspirou um filme com Jim Carrey e ganhou uma adaptação na Netflix, com Neil Patrick Harris. Além desses treze livros, Lemony Snicket possui outras obras publicadas. Dentre elas, está a série "Só perguntas erradas" em que ele próprio narra alguns acontecimentos da sua adolescência num vilarejo muito peculiar.

No primeiro livro, Quem poderia ser a uma hora dessas?, Lemony Snicket se torna aprendiz de S. Theodora Markson em uma missão para recuperar um artefato roubado que talvez não tenha sido de fato roubado. O segundo livro, Quando você a viu pela última vez?, retorna com Lemony e Theodora tentando desvendar o mistério do desaparecimento da herdeira da Tintas S. A., a empresa responsável pela extração da tinta dos polvos no vilarejo. Durante suas investigações, descobrem uma pista misteriosa: um semibilhete escrito com tinta invisível. Mas por que a herdeira da Tinta S. A. escreveria um bilhete invisível tento toda a tinta de polvo às mãos?

Você não deveria estar na escola? tem um ritmo de leitura diferente dos dois primeiros, se tornando mais lento. Neste livro, Lemony precisa investigar os incêndios que estão ocorrendo no vilarejo e que estão forçando as crianças a irem para a escola. Antes de falar do último livro, é bom comentar um pouco sobre 13 incidentes suspeitos; o livro traz, como o título sugere, treze contos mostrando pequenas investigações à parte à história principal que Lemony realiza em Manchado-pelo-mar. Todos eles possuem resolução nas páginas finais.



Por que esta noite é diferente das outras?

No meio da noite, Theodora escapa sorrateiramente da suíte que divide com Lemony e pega um trem. Ao persegui-la, Lemony nota que outras pessoas estão tentando escapar da cidade também. Mas por quê?

É uma coisa engraçada, mas que eu gosto muito quando leio uma série. Ver o crescimento dos personagens. Este quarto livro não traz apenas um amadurecimento por parte do Lemony, mas a narrativa está mais densa e traz muito mais questionamentos do que eu esperava quando comecei a ler o primeiro livro. Isto de modo algum é ruim ou diminui a qualidade do livro. Enriquece muito. É claro que algumas pessoas não vão gostar, podem achar bem moroso uma vez que os outros livros têm uma dinâmica diferente. Eu não cheguei a ler os livros de Desventuras em série, mas como conheço algo sobre sei que alguns nomes citados neste último livro fazem parte da outra série.

Concluindo

No todo, recomendo muito a série para quem quer se divertir de forma despretensiosa. A narrativa em primeira pessoa é carregada de humor e referências a livros clássicos e contemporâneos - é preciso ficar bem atento para pescar essas referências. O trabalho gráfico está bem bonito, da capa, passando pelas diversas ilustrações internas, à quarta capa.

                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário