terça-feira, 31 de outubro de 2017

[RESENHA] A Hora do Lobisomem de Stephen King


Editora: Suma de Letras
Páginas: 152
Publicação: 2017

Um novo medo começa a tomar conta dos moradores de Tarker's Mill. No início do ano ocorre uma morte muito macabra acontecendo por lá: um trabalhador é morto enquanto estava preso em uma nevasca. Aparentemente um animal acabou por dilacerar sua garganta. Seria um urso ou um lobo muito grande? Em fevereiro, uma nova vítima: uma mulher é atacada dentro do seu próprio quarto, com as mesmas marcas de garras e dentes espalhadas pelo seu corpo.

Mas que besta é essa que só ataca em noites de lua cheia e somente uma vez a cada mês? Enquanto a polícia não descobre (pelo contrário, ela acaba também senso vítima desse monstro), os moradores do local amanhecem a cada dia com medo de serem a próxima vítima da hora do lobisomem. Enquanto isso, pegadas de um animal estranho são encontradas nas redondezas.

A Hora do Lobisomem é o segundo livro da Biblioteca King, compilado de livros raros ou não-publicados no Brasil do autor, que são reeditados em edições de luxo, com capa dura e projeto gráfico. No caso desse tomo, há ainda algumas ilustrações coloridas que enriquecem ainda mais a leitura e a imersão do leitor no texto.

Uma das coisas que mais gostei nessa história foi a divisão dela seguindo os meses do ano. A narrativa começa em janeiro e termina em dezembro do mesmo ano, sendo cada mês um capítulo diferente da mesma. Gostei da fluídez que esse recurso deu ao livro e da passagem no tempo feita de forma ágil e sem enrolação.

O texto em si é muito conciso e objetivo. Todo o livro tem pouco mais de 150 páginas, incluindo aí as ilustrações e o projeto gráfico, que está muito bonito. Isso faz com que a leitura seja muito rápida. Sem dúvida é um livro para ser lido numa sentada, em uma tarde ou noite.

Recomendo muito a todos que gostam do King ou que queiram começar pelo terror dele com algo mais curto, para poder experimentar e ver se gosta desse autor sensacional.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário