quinta-feira, 26 de outubro de 2017

[Resenha] O jogo (Amores Improváveis #3) de Elle Kennedy

Editora: Paralela
Páginas: 343
Publicação: 2017     
Dean Di Laurentis é conhecido por ser o pegador da faculdade de Briar. O jogador talentoso de Hóquei sempre consegue o que quer como sexo, mulheres, notas e tantas outras coisas. Além disso o seu sobrenome é conhecido pelos seus pais serem advogados renomados. Ele não gosta de compromissos, apenas ficar com alguém por uma noite, mas isto está prestes a mudar. Allie acaba de terminar seu namoro com Sean, sua tristeza a leva a cometer um erro: ficar com Dean. Ele é a última pessoa desse universo para ficar, mas ela não resistiu a sua beleza e charme. Agora Dean quer um flash back, mas Allie quer apenas que eles sejam amigos. O jogador de hóquei não se contentará e não medirá esforços para conseguir mais uma vez ficar com a talentosa atriz.
Desde momento que comecei a ler O Acordo sempre fiquei ansioso pela história de Dean. Ele se mostrou ser alguém descontraído e vive sua vida loka. No entanto, fiquei com medo de ler, pois normalmente os autores conseguem mudar a personalidade do personagem quando o livro é focado nele, mas felizmente Elle não fez isso com Dean. Uma leitura envolvente, ousada e engraçada foram motivos de amar a trama.
Allie é uma atriz esforçada que sonha chegar ao patamar de Hollywood. Ela terminou o relacionamento com Sean de 4 anos, por brigas e ouvir coisas que não merecia. Desconsolada ela passará a noite na casa de Garret, mas infelizmente ninguém estará lá, apenas Dean. Ele é o garoto mais pegador da faculdade e não tem vergonha disso. Seu estilo de vida é viver a liberdade sem medir esforços. Mal sabem os dois que shots de tequila fará com que tenham uma noite avassaladora e mudará a vida deles. Ela fica confusa por ter ficado com alguém que jamais ficaria, se estivesse sã. Ele quer ficar com ela outra vez, mesmo sem entender o por que. Terão empecilhos no caminho dos dois para tentaram algo, mas será que eles serão capazes de ultrapassa-los?
Allie é uma personagem independente, forte, sonhadora e inteligente. Ela não se abate por qualquer coisa e se esforça na sua carreira de atriz. Todo desenvolvimento do livro ela se mostrou alguém alegre e apaixonante. Seu modo de vida não está acostumado a viver de relacionamentos casuais, por mais que se esforce, o seu lado realmente é o romântico e ter alguém ao seu lado. Mas o mais improvável disso tudo, é Dean ter compromisso com alguém. Ele é uma pessoa bonita, talentosa e... modesto. Ele sabe dos seus atributos e tem muito orgulho disso. Seu envolvimento de uma noite com Allie o faz ficar encantado e as barreiras que ele construiu desde sua adolescência está começando a desmoronar.
A escrita de Elle continua fascinante. Seus personagens são apaixonantes e o leitor consegue sentir empatia com eles. A narração dos protagonistas conseguimos ver como eles se sentem com relação a tudo que estão vivendo. Nos diálogos bem construídos é possível encontrar um humor ácido e a química do casal é o estimulante para que a leitura fique extremamente envolvente. Brigas e mais brigas o leitor acompanhará, mas é tão engraçado que não fica enfadonho. Há algo surpreendente na história que me deixou chocado e triste, e este é o momento do drama, que esta série está acostumada a ter.
Para os fãs da série pode esperar um livro muito lindo. Os personagens conseguem transmitir seus sentimentos de maneira clara, a escrita de Elle fará com que comece e não queira mais parar, os diálogos são hilários e há cenas inacreditáveis (tive crise de riso em algumas), e sem falar da boa colherada do romance. O jogo é um livro, para mim, está concorrendo com meu preferido que é o primeiro, O Acordo.
                                     
Onde comprar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário