sexta-feira, 24 de novembro de 2017

[RESENHA] Resenha de Rosalie Lightning - Memórias gráficas, de Tom Hart


Editora: Nemo
Páginas: 272
Publicação: 2017


Tom e Leela vivem uma vida agitada na cidade de Nova York com sua filha Rosalie. Porém, um dia eles são surpreendidos com sua filha desacordada e correm às pressas com a ambulância para o hospital. Lá eles recebem uma notícia drástica, a morte de Rosalie. A família Hart fica sem chão e sem nenhuma reação. Apenas o silêncio, aquele tipo de silêncio que emana inúmeros sentimentos e diversas imagens na sua cabeça.

Para superar a morte de Rosalie, o casal Hart passam diversos dias na casa de amigos, até vão para a cidade do Novo México visitar um acampamento de luto. A cada visita e a cada dia é um passo para fazer com que a memória da filha fosse algo suportável e menos doloroso.

A Graphic novel autobiográfica do autor nos traz uma história comovente e carregada de esperança. Os sentimentos do autor nitidamente consegue transpor das páginas para o leitor, por meio dos desenhos, diálogos e frases. No decorrer do relato acompanhamos o cotidiano do casal que acabaram de perder sua filha única com menos de dois anos.

Por meio de desenhos simples, mas bem elaborados e conseguindo ser objetivo na mensagem que deseja passar, o leitor consegue se envolver com a leitura a cada momento se compadecendo com toda situação vivida por Tom e sua esposa.

Há momentos que o autor usa metáforas para expressar o tamanho de sua dor e vazio e ao mesmo tempo o leitor consegue se identificar, pois certamente já perdemos alguém que amamos. E chegamos a conclusão que o luto é a prova do nosso amor.

O autor também traz pensamentos e lições que ele aprendeu e passa através dos seus desenhos de forma simples, direta, comovente e até mesmo engraçada. Ele soube dosar os momentos tristes e descontraídos.


O projeto gráfico está lindo e primoroso. Com traços simples, em alguns momentos há páginas pretas para demonstrar o momento de luto que eles passaram e como se sentiram. Tom Hart com todo seu dom em desenhar, conseguiu contar sua história de superação de forma leve, mas ao mesmo tempo fazendo o leitor se emocionar.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário