sexta-feira, 15 de junho de 2018

[RESENHA] Nada escapa a Lady Whistledown, de Julia Quinn, Suzanne Enoch, Mia Ryan e Karen Hawkins


Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Publicação: 2018

Mais uma vez podemos ter o prazer de conferir mais histórias contadas pela Gossip Girl da época vitoriana, nossa amada Lady Whistledown. Para contextualizar, a colunista é uma personagem presente nos quatro primeiros volumes da séries Os Bridgertons, da autora Julia Quinn. Para aproveitar mais a autora, Quinn decidiu fazer uma duologia convidando outras três autoras famosas do gênero, são elas: Suzanne Enock, Karen Hawkins e Mia Ryan.

O primeiro se chama Lady Whistledown contra-ataca, cujo o assunto principal é o roubo de uma pulseira valiosa. Dessa vez em Nada escapa a Lady Whistledown, a protagonista da autora Suzanne Enock derruba a de Julia Quinn em uma festa de patinação no gelo. Já a personagem de Mia Ryan, o casal discutem na festa que os protagonistas da de Karen Hawkins estão oferecendo.

No conto Um amor Verdadeiro, da autora Suzanne Enoch, encontramos o casal Lady Anne Bishop e Maximilian Trent, mais conhecido ocmo marquês de Halfurst. Eles foram prometidos a se casarem desde pequenos. Ela morava em Londres, pensava que teria uma boa vida, pois tinha os melhores amigos e também sempre a convidavam para ótimas festas. Porém, seu noivo nunca foi presente, mas quando Lady Whistledown escreve uma coluna sobre o comportamento inapropriado de sua noiva com um rapaz, o rapaz logo vai para Londres tirar satisfação. Lorde Halfurst terá a oportunidade de lutar para conquistar o coração da amada e tentar convencê-la de trocar Londres por Yorkshire, para finalmente se casarem.

No segundo conto chamado Dois Corações, escrito por Karen Hawkins, a protagonita Elizabeth Prichard tem 31 anos e já é considerada uma solteirona. Ela sempre se sentiu feliz com sua situação, mas um dia ela percebe que está na hora de se casar e formar uma família. Seu amigo Royce Pemperley é amigo e confidente da moça há muito tempo. Ele com 39 anos, é um galanteador nato, mas quando ouve que Liza quer se casar, suas emoções começam a se estranhar e percebe que sente algo mais sério do que uma mera amizade.

O terceiro conto Uma dúzia de beijos, de Mia Ryan, conta a história de Caroline Starling e sua mãe são expulsas da propriedade da família pelo novo marquês de Darington, que herdou o título após a morte do pai de Caroline. A única saída dela é se casar com o conde Pellering, tendo nenhum sentimento pelo rapaz. Em um momento junto com seu pretendente, ela encontra o novo marquês de Darington e descobre que ele é o mesmo homem que teve uma situação especial no dia anterior no teatro.

Julia Quinn termina o último conto chamado Trinta e seis cartão de amor, no qual a trama gira em torno de Susannah Ballister, que tem sua vida mudada quando Clive Mann-Formsby, irmão do conde Renminster gostou dela, e desde então ela virou a moça mais badalada de Londres. Porém, após a temporada cortejando a moça, Clive anuncia o noivo com outra mulher. Quando ela pensou que nada daria certo depois disso, ela tromba com o irmão do rapaz que partiu seu coração e daí em diante é uma sequência de eventos que perceberão que Clive não partiu seu coração, mas deu a oportunidade de encontrar algo bem melhor.

No primeiro livro, os contos que mais me agradaram foram das autoras Mia Ryan e Suzanne Enoch. Dessa vez, todos conseguiram me cativar, com uma ressalva do conto da Ryan que senti a trama um tanto rápido e não dá tempo de processar determinadas informações.

Os personagens das autoras conseguem nos conquistar e os crossovers deles se encontrando é muito interessante e reparamos como Quinn teve uma ótima ideia de criar essa duologia e convidando outras autoras para fazer essa obra bem escrita e desenvolvida.

As histórias são recheadas de clichês como estamos acostumados com esse gênero, mas os contos são tão bem desenvolvidos que não apegamos a isso. As autoras conseguem nos levar para o clima criado e conseguimos ter uma ligação com os conflitos e casais sendo formados no decorrer das páginas.


Para os fãs de romance de época, essa antologia de contos certamente conquistará o coração de vocês. Não é necessário ler o primeiro livro, mas vale muito à pena conferir as tramas de Julia Quinn, Suzanne Enoch, Mia Ryan e Karen Hawkins.
                                                                     

Onde comprar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário